Blogtroter
Monday, May 02, 2005
  Somos todos indesejáveis. Por manifesta falta de graça, o Blogtroter assume, hoje, o seu fecho. Mas não um fecho éclair, atenção. Nem tão pouco um fecho qualquer. É, simplesmente, o regresso à paz daqueles que coagi durante estes meses todos, forçando-os à inglória tarefa de lerem os meus textos. A eles o meu obrigado. 
|
Thursday, April 28, 2005
  Lar, doce lar. O Afeganistão, através da burka.

Ou a burka em si. 
|
Monday, April 18, 2005
  O seu, a seu actor. Na entrega dos Globos de Ouro, na Sic, a categoria de Melhor Actor Principal não foi apresentada, na medida em que os filmes nomeados não contavam com a participação de intérpretes a quem se pudesse chamar de verdadeiros actores. 
|
  Encaixe. Ficou comprovada, finalmente, a utilidade dos submarinos comprados pelo ex-ministro da Defesa, Paulo Portas.
Pelo caminho, aqui fica o link para um site sobre o homem mais alto do mundo (a visualização deste site só é possível em monitores de 17 polegadas, ou superior). 
|
Sunday, April 17, 2005
  Um patrão e um terrível dilema: despedir um empregado sem trair a amizade existente entre os dois. O patrão manda chamar um empregado e diz-lhe:
- José, isto não está nada fácil. Tenho que despedir um trabalhador. Não há dinheiro para lhe pagar, mas custa-me ter de o fazer. Estou de mãos atadas.
O empregado responde:
- Mas chefe, o que tem de ser tem muita força. Não há volta a dar-lhe. Tem de lhe dizer, e quanto mais rápido, melhor. Ele não pode ficar ofendido nem chateado, desde que haja frontalidade.
- Pois, talvez tenhas razão.
- Talvez, não! Tenho razão de certeza! É preciso é ser directo, claro e contundente.
- Pois, é isso. Estás despedido! 
|
Thursday, April 14, 2005
  Não dá pra tudo, pá. Com o aumento das tarifas dos transportes públicos, vamos despedir-nos do nosso emprego. Não há dinheiro, não há vícios. 
|
Friday, April 08, 2005
  Inegável. A prova da importância do Papa é que, em África, morrem milhares de pessoas, precisamente, por não terem papa. 
|
Friday, April 01, 2005
  Já agora. Segundo afirmou o ministro da Saúde, Correia de Campos, o presidente do Instituto da Droga e da Toxicodependência (IDT), Nuno Freitas, pediu a demissão do cargo. E um charro, acrescentamos. 
|
Tuesday, March 29, 2005
  Não te assoes. Prosseguiu, hoje, o julgamento da estrela "pop" norte-americana, Michael Jackson. O cantor, que se fez representar pela sua perna esquerda e por um dos braços (não conseguimos apurar qual), optou por permanecer calado, não fosse ser mal interpretado.
Ao invés, uma parte do seu nariz foi visto a passear na Ericeira, junto ao mar. Pescadores locais, contactados pelo Blogtroter, afirmaram que "o resto do nariz, o tronco, a perna direita e os dois pés, foram levados pela maré”, num momento de distracção do autor de "I'm bad". 
|
  Diversão. Àqueles senhores que, por altura da Páscoa, se vergastam nas costas, até ficarem com estas cheias de sangue, o Blogtroter apresenta uma solução: comecem já (e repetimos, já!) a fazer a nova colecção dos fascículos dos Diamantes, todos os dias, com o DN. É muito mais divertido. 
|
Thursday, March 24, 2005
  Juramento. Se o S.L. Benfica ganhar o campeonato este ano, cortamos o bigode. Está prometido. 
|
Tuesday, March 22, 2005
  Este é um título maior do que o próprio "post". Será que a filha do Nené tem o pito dourado? 
|
Monday, March 21, 2005
  Aviso. Malta com pouco peso, guarda-chuvas de plástico, chinós, anjinhos e polícias sinaleiros, tenham cuidado. Para o dia de hoje, o Instituto de Meteorologia prevê, para todo o país, rajadas de vento que poderão atingir os cem quilómetros horários. 
|
  Haja coragem. José Peseiro, técnico do Sporting Clube de Portugal, afirmou que a possibilidade de poder perder contra o Futebol Clube do Porto e ficar a nove pontos do Benfica, não o assusta. Questionado pelos jornalistas sobre aquilo que realmente o assusta, Peseiro foi claro: "Assusta-me um ‘exército’ de tarântulas, ou mesmo o nariz do Michael Jackson. Isso é que me assusta. Agora, ficar a nove pontos do SLB, a oito jornadas do fim do campeonato, isso não me parece motivo para ficar assustado." 
|
  Vitalício. Começou, hoje, a segunda edição da "Quinta das Celebridades". O Blogtroter rejubila com o facto de a produtora do programa ter decidido abolir a regra das expulsões semanais. 
|
Thursday, March 17, 2005
  Saúde. Desde a nossa insignificante existência que nos apercebemos do interesse exacerbado dos cibernautas em torno da questão “borbulhas na glande”. Dizemos isto porque grande parte dos “visitantes” do Blogtroter vem cá parar depois de fazer pesquisas no Google sobre o referido assunto. Abordemos, então, com sensatez e algum tino (porque não?), esta ocorrência.

Apenas uma consideração prévia: nunca nos deparámos, afrontámos, ou sequer, avistámos, com tais proeminências na referida zona do nosso órgão sexual.

Em primeiro lugar, ter borbulhas na glande pode ser, ou melhor, é, uma glande chatice. Aquilo que, num primeiro contacto visual, parecem ser pequeninos pontos brancos, transformar-se-ão, rapidamente, em enormes bolhas, duras e chatas de tirar. Mas porque surgem, então, estas bolhas (ou borbulhas, se bem que a terminologia mais correcta será bolhas – mas a verdade é que não calha bem dizer-se “tenho bolhas na glande, soa melhor dizer-se “tenho a glande a abarrotar de borbulhas”)? Muito simples.

Toda e qualquer reminiscência de borbulha na glande tem antecedentes numa quase fatal (no sentido do destino) “micose tomateira” (aqui não soa mesmo nada bem dizer-se “micose tomatal”). E é já numa fase terminal da micose que se desenvolve a bactéria com o nome “Fulilidius Arrasquídius”, que se apresentará, no seu estado já desenvolvido, sob a forma de borbulhas (ou bolhas, lá está) fortemente agarradas à pele da glande.

O tratamento caseiro não é aconselhável, em qualquer circunstância. Pesquisas na Internet sobre modos de tratamento podem acabar, definitivamente, com “um gajo”. O melhor é dirigirem-se a um especialista do ramo (há pessoas para tudo). Ou então comprem um livro e leiam-no. Sempre se distraem um bocado. 
|
Monday, March 14, 2005
  Ilusão de diálogo. Telefonaram-nos, hoje, de uma agência de recrutamento, a pretexto de uma anterior entrevista de trabalho, com um Cliente da referida agência:

- Olá. Então, gostou do nosso Cliente?
- Sim, gostei. Era simpático.
- Pois, o nosso Cliente também gostou muito de si.

Posto isto, não sei porquê, veio-me à cabeça que esta mais parecia uma conversa entre uma proxeneta e um prostituto. 
|
Saturday, March 12, 2005
  Clareza de espírito. Na praia, entre “guinchadelas” de putos mimados e um "olhó gelado!":

- De "moldes" que é assim, pá. Quando eu devia mil contos ao Banco, não conseguia dormir. Agora que devo 100 mil, são eles que não dormem. 
|
Thursday, March 10, 2005
  Boa solução. Quando já nada nos faz sorrir – nem mesmo as declarações ou os trejeitos do advogado do Carlos Silvino – lemos a crónica diária do Luís Delgado no Diário de Notícias. E aí sim, rimos à “fartazana”. 
|
Tuesday, March 08, 2005
  Efeitos secundários. Uma amiga nossa, esbaforida, contou-nos como passou mal a noite passada:
- "Não estão a ver. Tive pesadelos atrás de pesadelos. Foi medonho".

É o que dá ver o telejornal da TVI. 
|
Monday, March 07, 2005
  Foi-se. Para que não restem dúvidas.

 
|
Thursday, March 03, 2005
  Sing, Borga, sing. O Padre Borga foi convidado para fazer a primeira parte do concerto dos U2, em Agosto próximo. Ao que conseguimos apurar, o agente da banda irlandesa já tinha tentado contratar os serviços do padre-cantor mas este, invocando pouca experiência musical, recusou sempre todos os convites.

Por isso, desta vez, o próprio Bono, vocalista dos U2, tratou das "conversações" com o Padre Borga. Segundo nos confidenciou Bono, "o Borga tem aquele lado experimental, acústico e pouco profissional. Andamos à procura de um talento destes há muitos anos e desde os Sonic Youth que não víamos nada assim". 
|
Wednesday, March 02, 2005
  A retoma. Estamos a crescer. É um facto.

 
|
Tuesday, March 01, 2005
  Nem pensar. Seria demasiado simples fazer uma piada sobre o Papa João Paulo II e o Hospital Amadora-Sintra. Mas não vamos cair em facilitismos desses, até porque não gostamos de fazer piadolas com coisas sérias como o Hospital Amadora-Sintra. 
|
Monday, February 28, 2005
  (Ainda) no desemprego. Anúncio:
"Produtora de Cinema procura ANÃO, sexo masculino, para protagonista de Curta-Metragem de Ficção. Altura até 1,40. Idade entre 25 e 50 anos. Não é necessária experiência de representação. Contactar: Renata Sancho: 218860393 / email:geral@contracosta.pt"

Bolas! Bolas! Bolas! Por 30 cm.! Bolas! Bolas! Bolas! 
|
Wednesday, February 23, 2005
  Só não trabalhas se não quiseres. Inspirados por mais uma "viagem" pelos anúncios de emprego do matutino "Correio da Manhã", decidimos também nós, publicar o nossa oferta de emprego:

Precisa-se Motorista (m/f)

Pretendemos:
- Idade até 23 anos e meio.
- Experiência mínima de 6 anos em função similar.
- Viatura própria.
- Boa dentição e/ou franco desenvolvimento capilar.
- Damos preferência a quem disponibilizar salário próprio.

Oferecemos:
- Possibilidade de carreira (a do 103 sai mesmo à nossa porta).
- Motivação contínua.

Contacte-nos só no caso de preencher TODOS os requisitos.
Tlm. +235 998 767 65 45 (Bruxelas) 
|
  Cirúrgico. Vimos hoje à noite, na NBC, uma entrevista ao campeão mundial de esgrima, o norte-americano James O'Connor. Às tantas, o entrevistador desafia James para "matar uma mosca com uma espada”, para avaliar as suas reais capacidades, o que foi, de imediato, aceite pelo campeão de esgrima.
Trouxeram a espada, soltaram a mosca e fez-se silêncio no estúdio. O momento pedia concentração absoluta. Quase se ouvia as asinhas da pobre cobaia voadora a bater . Zás! Zás! E zás! James fez três movimentos rápidos, um de baixo para cima, um outro de cima para baixo, executando um terceiro golpe demasiado rápido para se ter percebido como foi exactamente. O público aplaudiu de pé. Da mosca, nem um sinal de vida. De repente: bzzzzzz, bzzzz, bzzzzzzzzzzzzz. Eis que surge, de novo, a mosca! Ao desalento do público, que entretanto parou de bater palmas, juntou-se o do entrevistador: “Bom, James, parece que não conseguiste acertar na mosca, não a mataste. Afinal não dominas assim tão bem a espada”. James, com o ar mais tranquilo do mundo, respondeu: “Garanto-te que, a partir de hoje, aquela mosca não pode mais ter filhos”. 
|
Tuesday, February 22, 2005
  Boneco de lata. O boneco de Pedro Santana Lopes (PSL), utilizado no programa "Contra-informação" da RTP, está a provocar uma situação "embaraçante" para a direcção do canal, segundo nos revelou fonte ligada ao processo de reestruturação da "bonecada". Numa perspectiva de redução de custos, o despedimento do boneco de PSL é um "objectivo" primordial e necessário" à recuperação financeira", mas a verdade é que PSL, o boneco, não aceita os termos da rescisão de contrato: "O boneco teve a distinta lata de dizer que não se demitia das suas funções no programa porque o dinheiro lhe faz muita falta ao fim do mês", revelou-nos ainda a mesma fonte. 
|
Friday, February 18, 2005
  Resultados da "sondagem". Apresentamos, hoje, os resultados da nossa "sondagem Blogtroter", que contou com a preciosa colaboração de 30 votantes:

BE - 37%
PS e SLB - 13%
PSD, CDU, PCTP-MRPP e Em branco - 7%
PP, PPM e Voto nulo - 3% 
|
  Simple minds. A Joana escreveu para a rubrica "Consultório" de uma revista da qual não revelaremos o nome, não pela falta de qualidade desta (que, de facto, não tem), mas sim porque não dizemos nomes feios.

Pergunta a Joana: Tenho 15 anos e gostava de praticar um desporto que me mantenha em forma. Já tentei a natação, mas fiquei com as costas muito largas e não sei como as fazer voltar ao normal. Pode ajudar-me?

Claro que o "Doutor" de serviço foi evasivo na resposta, tendo mesmo aconselhado a "nossa" Joana a empenhar-se em danças de salão. Ridículo.

Responde o Blogtroter: Joana, com isso das costas largas não te preocupes. Provavelmente ainda não te cresceram os seios em conformidade e, logo que tal suceda (para contentamento do teu vizinho da frente que mal vê a hora para te pôr as patas em cima), vais ver que a largura das tuas costas volta ao normal. Outra boa opção será "enfiares-te" num torno (pede ao teu avô que ele tem um, de certeza) e pedires a alguém que o aperte. Mas com cuidado, podes magoar-te. Se nenhuma destas soluções for do teu agrado, podes sempre dirigir-te a uma loja dos 300 (mas com donos chineses) e comprares umas costas mais pequenas.

 
|
Thursday, February 17, 2005
  Ouves, lês, ouves, lês. Sentados no sofá a ver e a ouvir a SIC: "O primeiro-ministro, Pedro Santana Lopes, Apito Dourado presidente do Marítimo prestou declarações à PJ na qualidade de testemunha, agradado com o apoio público de Pinto Balsemão, nevões no centro da Europa, em Setúbal Paulo Portas discursou perante, Sporting recebe Feyenoord esta noite em Alvalade".
Notícia, rodapé, notícia, rodapé, notícia, rodapé, notícia... 
|
Wednesday, February 16, 2005
  Emprego precário. Jorge Sampaio afirmou que "o país precisa de políticos responsáveis e bem preparados". Os principais partidos políticos reagiram de imediato, invocando que todos eles têm, nos seus "quadros", gente com qualidade.
Quem se insurgiu, com alguma violência, contra este "aviso" do Presidente da República foi a Associação de Tios, Primos e Enteados de Portugal (ATPEP), na voz do seu presidente: "Achamos mal, obviamente. E nós? Quem é que trata de nós? Vamos todos para o desemprego? Somos milhares, pá! Milhares, pá! Mais do que o pessoal dos têxteis! E a questão da família? Já não é importante para a sociedade moderna? Milhares, pá!". 
|
  A jogar em casa. Uma sondagem Blogtroter/New York Times/Gina, realizada à saída da sede do Bloco de Esquerda, imediatamente a seguir ao debate desta noite, deu oito pontos percentuais (que é como quem diz oito por cento) ao partido liderado por Francisco Louçã. 
|
Sunday, February 13, 2005
  Perdido e achado. Numa reportagem sobre Luís Delgado (LD), no suplemento "Única" do jornal "Expresso", ficámos a saber que o seu “braço direito” se encontra na Direcção de Informação da Agência Lusa. O Blogtroter, numa acção conjunta com a PT, vai disponibilizar uma linha telefónica grátis, já a partir de amanhã, para quem tiver informações sobre o paradeiro do cérebro de LD. 
|
Saturday, February 12, 2005
  C'um caraças. Milhares e milhares de caraças de Luís Delgado estão espalhadas um pouco por todos os Estados Unidos da América (EUA). Este foi o resultado de uma ideia de Jonh Silva, um emigrante português radicado em Bóston, depois de, na semana passada, George W. Bush ter agradecido publicamente o apoio da Europa na questão do Iraque. Em pouco mais de cinco dias, Jonh Silva teve lucros na ordem dos 5 milhões de dólares e afirmou, afónico, ao Blogtroter: "Vou a Portugal agradecer pessoalmente ao Delgado. Fez de mim um homem rico".
Questionado sobre se está a pensar trazer para Portugal Luís-Delgado-versão-caraça, Jonh Silva foi peremptório: "Infelizmente não posso comercializar em nenhum outro país. Vendi a exclusividade ao governo dos EUA, mas levo uma caraça para o Blogtroter, claro". Iupi, dizemos nós. 
|
Friday, February 11, 2005
  Insistências. Desta vez, vote num destes: PS/PPD-PSD/CDS-PP
Dê-lhes uma oportunidade. Quem sabe se não serão uma surpresa?
É que, desde 1980, ainda só lá estiveram 25 anos. 
|
  Coerência política. José Sócrates, em plena campanha eleitoral:
- Como está, meu caro amigo? Então, já sabe, se votar em mim, não paga a auto-estrada!
- Ah, mas para estes lados nem há auto-estrada.
- Sim, mas se houvesse, não pagava. 
|
  Devem-nos explicações. Para que não nos confundam com o discurso generalizado de que "os políticos são todos iguais", o Blogtroter dedica, hoje, algumas linhas deste espaço virtual para cabalmente demonstrar que, em Portugal, os políticos não se limitam a trocar acusações vãs entre si. Também apresentam e debatem ideias. Aqui ficam alguns exemplos:

















E pronto, já está. Amanhã, se tivermos oportunidade, continuaremos a apresentar exemplos da boa política que se faz por cá. 
|
Thursday, February 10, 2005
  Não escapa nada. Francisco Louçã garantiu ao Blogtroter que, caso o Bloco de Esquerda vença as eleições, nomeará Maria Armanda (a que cantava o "Eu vi um sapo") para o cargo de ministra da cultura. Ao Troter, o líder “bloquista” adiantou ainda que "a Armanda não só foi esquecida por aqueles que trocaram a qualidade da música portuguesa pela brit-pop, como foi igualmente olvidada pelos governantes deste país, sequiosos pelo lucro capitalista, que não olham a meios para alcançar a barbárie financeira, deixando mais pobres aqueles que, todos os dias, lutam por uma vida condizente com princípios ético-morais elevados, procurando inserir-se numa sociedade cada vez mais individualista e que só aposta no sucesso fútil onde, naturalmente, não cabe o enorme talento e a grandiosidade de uma artista como a Maria. É tempo de dizer basta. É tempo de dizer: eu vi um sapo, mas não o vou engolir. É tempo de se acabar com esta palhaçada que é a cultura em Portugal”. 
|
Wednesday, February 09, 2005
  Incondicionais. Santana Lopes e o PSD têm tido o apoio de populares de todo o país. Mas esse apoio vem também do estrangeiro: Umbué Balalua, líder espiritual de uma tribo sedeada em Angola, manifestou, através do envio de um fax, e passamos a citar, “toda a disponibilidade para se deslocar a um comício do PSD, juntamente com mais uns manos, para sermos bués”. O Blogtroter sabe que Santana já aceitou o convite tendo, inclusivamente, enviado um jacto particular para fazer o transporte de Umbué e dos seus manos. 
|
Tuesday, February 08, 2005
  Descabido. Os brasileiros inventaram o Carnaval no verão. Daí o fio dental e corpos nus. Ora, fazendo um raciocínio rápido q.b., a pergunta impõe-se: porque razão insistimos em fazer um Carnaval com fio dental e corpos nus, quando está um frio do caraças? 
|
  Baixo. O Blogtroter vem por este meio mostrar o seu total desagrado em relação ao boato, posto a circular, de que o Partido Social Democrata poderá ganhar as eleições legislativas, convocadas para o próximo dia 20 de Fevereiro. Numa campanha eleitoral marcada negativamente por uma série de boatos, este poderá ser só mais um mas, de qualquer modo, é importante não deixar passar em claro mais uma jogada suja de alguém que só pode achar que somos todos, sem excepção, uma cambada de idiotas. 
|
Saturday, February 05, 2005
  Dejá vu. "(...) a fotografia mostrava o Carlos Cruz a pegar no pénis da criança (...)"
Julgamos que esta afirmação de Jorge Cleto (ex-inspector da Polícia Judiciária) é, por si só, capaz de provocar uma boa gargalhada. 
|
Thursday, February 03, 2005
  Limites. Carlos Silvino apresentou à juíza Ana Peres, numa sessão do julgamento do processo "Casa Pia", um documento de 1500 páginas, redigido by himself, onde propõe a Reforma do Sistema Fiscal. Em adenda, o arguido quis igualmente apresentar uma tese com o título "Função Pública – The Future Changed the Present", que foi prontamente recusada pela juíza, invocando a incompetência de Silvino em matéria da Função Pública. 
|
Wednesday, February 02, 2005
  Opções. Para os mais ricos está reservado o magnífico espectáculo "O Lago dos Cisnes". Para os mais pobres, humildes e afins, sugerimos o não menos espectacular "Charco dos Patos". 
|
Tuesday, February 01, 2005
  O seu voto também conta. Temos a sensação que, "à pala" desta ingénua sondagem que colocámos no Blogtroter (ver quadro ao lado), ainda vamos mas é de cana. É que a avaliar pelos resultados registados até agora, o Dr. Pedro Santana Lopes ainda nos processa. Mesmo sabendo que não influenciámos nem manipulámos os votos desta sondagem, duvidamos mesmo muito que o PPD/PSD tenha 0%. 
|
Monday, January 31, 2005
  All aboard. Considerando a proposta do PSD de aumentar a idade da reforma para os 70 anos, a Carris, sempre atenta aos problemas dos cidadãos, está já a preparar a compra de autocarros equipados com macas e cadeiras de rodas. Para possíveis situações críticas, os autocarros disporão de uma pequena sala de reanimação a fim de garantir a comparência dos idosos nos seus locais de trabalho. Se o budget da Carris assim o permitir, haverá um ou outro autocarro apetrechado com oxigénio e soro. O PSD releva ainda o facto de a Carris estar, assim, a contribuir para a garantia de mão-de-obra qualificada e para a criação de novos postos de trabalho. 
|
Saturday, January 29, 2005
  Falta de trabalho. Pedro, assim não dá. E como se não bastasse ainda te sais com esta. Mas quem é que faz piadas aqui, pá? Somos nós, ou és tu? 
|
Wednesday, January 26, 2005
  A culpa é do poeta. Já não se fazem slogans cantados como este:

Se pensas que o Soares é fixe,
Soares não é fixe, não.
Soares é um cata-vento,
e o Freitas é que tem razão.


Observemos a eloquência das palavras deste belíssimo exemplar de poesia (ainda que coadjuvada por notas musicais): a dignidade com que o vocábulo cata-vento é utilizado, remete-nos para um silêncio quase absurdo e totalmente suspeito, próprio de quem não se lembra da última vez em que pronunciou tão distinta palavra. Note-se, igualmente, na subvalorização do apelido Soares, apesar de tão proeminente presença. Ao invés, o apelido Freitas, apesar de menos referenciado, permanece ubíquo. A utilização do termo “fixe” mais não é do que uma manifesta vontade do autor em internacionalizar esta pérola literária.
Quando nos deparamos com “e o Freitas é que tem razão”, somos instados a absorver as teorias racionalistas e, at the same time, comer uma bola de Berlim (ou um nogado).
A um “Soares é fixe”, o autor "aplica" uma dupla negação. O diligente “não”, que aqui irrompe por duas vezes (“Soares não é fixe, não”), é a primeira estocada que Freitas "dá" a Soares.
A estrutura do poema é, sem dúvida, emblemática. Reparemos: Fixe-não, cata-vento-razão. Outro pormenor merecedor de contemplação: vírgula-ponto final, vírgula-ponto final.

Nota: O headline do outdoor do PSD, pela sua qualidade poético-pragmática, merecerá, futuramente, igual dissertação.
 
|
Wednesday, January 19, 2005
  Faça favor. A Polícia Judiciária do Porto está a ser acusada de “excessiva benevolência” no caso do presumível favorecimento do FCP na permuta de terrenos da Câmara Municipal do Porto (CMP). Para além de visitas cordiais às residências, convidam os cidadãos a comparecer nas suas instalações para prestarem declarações. Caso queiram, entenda-se. Resta saber se o ex-Presidente da CMP, Nuno Cardoso, aceitará o convite, entretanto feito, para ser constituído arguido. Porque como ele diz, "quem não deve não teme".
 
|
Friday, January 14, 2005
  Parada e resposta. Porque estamos desempregados, respondemos a este anúncio:

PROFISSIONAIS DE COMUNICAÇÃO
( 06-01-2005 ) Anónimo
Descrição da empresa:
Empresa de Relações Públicas de capitais nacionais.

Perfil do candidato:
Conhecimentos e experiência no mercado da comunicação. Valorizamos trajectos profissionais variados no domínio do mercado da comunicação.
O início da sua actividade profissional é importante para nós, mas não é o fundamental.
Independentemente da sua formação (gestão, publicidade, marketing, comunicação, sociologia, antropologia, recursos humanos ou outras), o que nos interessa é o seu percurso profissional e a experiência adquirida. Valorizamos a criatividade e proactividade.
Factores a observar antes de enviar o CV:
Experiência profissional superior a 4 anos.
Nível de cultura geral elevado.
Capacidade para falar e escrever em inglês.
Facilidade na utilização de computadores.

Contacto e nº de referência:
Resposta ao Jornal Expresso ao n.º 2455 D/05

Observações:
O CV deve conter:

Descrição do seu trajecto profissional, definindo as funções que desempenhou e em que empresas.
Estado Civil e Idade.
Fotografia actual (não envie uma fotografia tipo passe, pense noutra situação).
Hobbies (não tenha constrangimentos. Se fizer pára--quedismo, a maior parte das empresas vai pensar que é louco e exclui a sua candidatura. Nós valorizamos).
Responder às seguintes perguntas:
Qual foi o último livro que leu?
Qual foi a última viagem que fez?
O que é para si a comunicação integrada?
Indicar forma e hora ideal para contacto

Aqui fica a nossa resposta:

Eu e o meu percurso profissional, ou algo parecido.
O meu desejo é trabalhar para ter uma vida boazinha. Quer dizer, boa, agradável, para que nunca mais seja necessário pedir dinheiro aos meus pais (só se for uma emergência, vá lá).
Pois não sou um comunicador nato, não senhor, mas é com extrema facilidade que palro, converso ou mesmo dialogo com as pessoas, desconhecidas ou não.
Tenho 28 anos, sou solteiro e sou licenciado em Comunicação Social pela Universidade Católica Portuguesa. Sou possuidor de uma cultura geral mais ou menos elevada, não sei dançar mas ao invés do que se possa pensar, sei cantar mais ou menos.
Quanto ao inglês não me deixo acanhar: Oh, I see! You’re the one! You’re the right guy for this job! Come on! E sou bastante persuasivo.
Os computadores não têm segredos para mim: fui eu que montei o meu PC já que tantas foram as vezes que fui enganado por “especialistas” que acabei por comprar peças separadas e fazer a minha própria máquina. Até hoje ainda não “crashou”.
A minha experiência profissional é exactamente de 4 anos. Não ininterruptos, claro. Faz hoje precisamente 4 anos que comecei a trabalhar na agência de publicidade Miopia (acho eu), onde exerci a função de copy-writer. E foi aqui que me “lancei” no mundo da publicidade. Ou melhor, não me “lancei”. Mas a verdade é só esta: quem não se lembra do Swatch “Fraldinhas”? Quem não comprou um? Eu não comprei. Mas fui eu o inventor do nome (a propósito, exerci também a profissão de “inventor”, durante três dias, nesta agência) e mais, fui eu quem elaborou uma lista de possíveis nomes a atribuir ao agora denominado e tão sobejamente conhecido “Fraldinhas”.
Saí da Miopia, amargurado é certo, mas com “ganas” (volta Camacho) para enfrentar um novo desafio chamado “Record”.
Foi então que, de repente, me tornei escritor num jornal, chamemos-lhe assim. É que, apesar de desenvolver reportagens, entrevistas, notícias e contactos (na secção das modalidades amadoras), ou seja, toda a actividade jornalística, nunca fui jornalista. Parece que temos de ganhar uma carteira mas que não é fácil consegui-la. Ah, mas espera aí: não era para descrever o meu trajecto profissional desta forma. Bem, provavelmente não chegaram a ler esta parte, por isso, vou continuar.
Apesar do esforço e dedicação, apesar do reconhecimento da qualidade do meu trabalho, não foi possível continuar a trabalhar no “Record”. E logo eu que gosto tanto de hipismo.
Meses mais tarde (ou terá sido 15 mil currículos mais tarde?), faço o meu reingresso no mundo da publicidade: a fama alcançada neste meio (ainda o “Fraldas”) dava-me uma segunda oportunidade.
Fui copy-writer, mais uma vez, na agência de publicidade Rasgo, e com uma responsabilidade muito maior do que na Miopia. Milhares e milhares de pessoas puderam contactar comigo, através do meu trabalho, na medida em que participei activamente na produção de todos os folhetos e afins da empresa “Carrefour”. Guardo na minha memória, e com alguma nostalgia ou saudade, aquele folheto “Especial Natal”. E com carinho também.
Passei lá sete bons meses mas sinceramente, aquele mundo ou profissão, não é para mim. Por isso decidi arriscar e enveredar pelo mundo (ou sub-mundo) da construção civil. Não, não fui trabalhar para as obras. Quem me dera, agora que penso nisso. Fui moço de recados e percebi ali mesmo, naquele lugar, que tinha jeitinho para aquilo: “Toma lá as chaves”, “dá cá as chaves”, “toma lá o cheque”, “dá cá o cheque”, idas a Lisboa, o trânsito caótico, verdadeiras aventuras em Conservatórias. Eu estava no caminho certo.
Errado. Fui convidado a sair, apesar do meu esforço e dedicação (cheguei mesmo a sentir um pouco da glória neste caso), um dia houve em que saí às seis, como era costume. Para nunca mais voltar. Para nunca mais voltar (ler esta repetição com uma certa cadência, em decadência).
Os biscates para a Lusomundo (são tramados para pagar a horas estes), as revisões literárias e a colaboração para a empresa Netefeito foram marcos importantes para mim. Foi com estas experiências que tomei contacto com o mundo do “free-lancer”. Mais uma vez, a qualidade final do trabalho que realizei não se pôde repetir (maldita crise).

Os meus hobbies são poucos, mas alguns, não muitos:
- Pisa da uva
- Futebol
- Toco guitarra, bateria e baixo (isto na vertente musical, e todos em separado)
- Escrever e ler o que escrevo (é uma mania minha e já antiga)
- Dormir antes de me levantar da cama.
- Fotografia
- Computadores
- Playstation2 (a minha, por sinal, está quitada, mas não tenho jogos copiados, ainda)

Questões
1- “O senhor Brecht”, de Gonçalo M. Tavares (Caminho) Nota: consulto amiúde o dicionário que, para todos os efeitos, é quase sempre o último livro que leio. Ainda ontem.
2- Ao estrangeiro foi a Cuba. Belíssimas praias. Em Portugal, ao Algarve. Belíssimas praias.
3- A comunicação integrada, é a utilização dos diversos instrumentos da comunicação de uma forma programada, desde o planeamento estratégico até ao follow-up das notícias e resultados.
No programa de comunicação, poderia incluir o estudo e desenvolvimento da imagem corporativa, a estratégia da mensagem, delinear as acções de relações públicas e assessoria de imprensa, prever a realização de eventos e a edição de documentos (press-releases, revistas, newsletters), bem como fazer o planeamento de meios, se fosse esse o caso.
Entendo que tudo isto pode ser incluído num programa de comunicação, mas não é obrigatório que o seja. Tudo depende, em última análise, da ambição, objectivos e budget do Cliente.


Espero ser contactado em boa forma e durante o dia. Pode ser às 15.30h?

Anexo: Currículo e fotografia (é um táxi visto detrás, com uma legenda onde pode ler-se "acho que já tinha entrado para o táxi".)




 
|
Wednesday, January 12, 2005
  Mimos. Santana Lopes afirmou estar "cansado de ver as suas palavras serem mal interpretadas". O Blogtroter nega peremptoriamente qualquer envolvimento na cabala criada contra Santana (é o que se depreende das suas palavras), acrescentando até, uma solução: até ao fim do mandato, passe a governar por gestos.
 
|
  Concelho.
- Queres um conselho, amigo?
- Sim, e é o de Almada.
 
|
Monday, January 10, 2005
  Por um triz. Acabámos de ver uma notícia em rodapé na SIC e outra, no mesmo formato, na TVI. A da SIC dizia o seguinte: "Perigoso homicida encontra-se fugido à polícia" e a da TVI anunciava: "Perigoso homicida, em exclusivo, no Jornal Nacional". Preocupados, ligámos imediatamente para a estação de Queluz:"Boa noite, é verdade que está aí um perigoso homicida que anda fugido à polícia?", ao que me responderam:"Olhe, teve azar, acabou de fugir."
 
|
  Evasões. Aproveitando a onda de solidariedade que se gerou em torno das vítimas do recente desastre natural - ou terramoto seguido de maremoto -, ocorrido na Ásia, o Blogtroter pede aos seus leitores que façam o seu donativo para ajudar o ministro Morais Sarmento a pagar o seu "périplo" por uma estância turística de luxo, situada em São Tomé e Príncipe, que custará, estima-se, calcula-se ou imagina-se, cerca de 100 mil euros ao erário público português.
 
|
  Equívoco. Paulo Portas afirmou, hoje, que “o CDS-PP é um dique contra as crises”. E nós que pensávamos que era um partido de fantoches.
 
|
  Fortes. Um homem de 70 anos sobreviveu, durante 11 dias, sob os escombros da sua casa destruída pelo maremoto, na província indonésia de Aceh. Isso não é nada: nós aguentámos vários meses com o Santana Lopes.
 
|
  Stop. O Sporting de Braga foi multado e corre o risco de ser relegado à Divisão de Honra. Tudo porque ultrapassou o Benfica, pela direita.
 
|
Saturday, January 08, 2005
  A votar.
O Blogtroter lança, hoje, aquela que será, com uma probabilidade bastante grande ou enorme, a maior sondagem “Eleições Legislativas 2005”.
Esperamos que os nossos (e)leitores encarem esta votação com seriedade. Se não o fizerem, serão considerados personas non gratas neste blog. Ou melhor, não serão bem-vindos a este pasquim. É que nós não queremos cá os olhinhos de malta que nunca leva nada a sério. Nem queremos que gente que não leva nada a sério apareça por cá. Muito menos queremos que pessoal que só quer é galhofa e folia e também reinação, apareça por estes lados. Para isso leiam as crónicas desportivas do Miguel Sousa Tavares.
 
|
Friday, January 07, 2005
  Espelhado. Luís Delgado compara, hoje, George W. Bush a Santana Lopes, numa espécie de crónica no DN. Sim, concordamos, são parecidos, os senhores. E até os próprios países estão cada vez mais parecidos. Como alguém disse, "o melhor dos EUA é que qualquer um pode chegar a Presidente e o pior é que qualquer um pode chegar a Presidente". Por cá, aplicamos a citação ao nosso Primeiro-ministro. Lá, como cá, cada vez mais parecidos.
 
|
  Cadeiras vazias. Faz-nos alguma irritação cutânea ver aqueles directos na televisão, dos festejos do futebol, das manifestações do 25 de Abril ou da Feira Gastronómica de Santarém. É que já repararam, certamente, na dentição despreocupada das pessoas que aparecem. À excepção de alguns jornalistas, ninguém tem os dentes todos na boca. E são, geralmente, os piorezinhos da higiene oral, aqueles que saltam de forma mais vil em frente às objectivas. Para quê? Será que, com a falta de dentição, o ar, maroto, entra com tal violência que as pessoas não conseguem, simplesmente, fechar a boca? É que chega a ser repugnante. Além de feio, claro.
 
|
Thursday, January 06, 2005
  Sósia. Sócrates foi contemporâneo dos sofistas, esses sábios e retóricos gregos. Como eles, Sócrates também se ocupava das pessoas e da vida das pessoas. Alguns séculos mais tarde, um filósofo romano – Cícero – disse que Sócrates tinha trazido a filosofia do céu para a terra e levado as pessoas a reflectir sobre a vida e os costumes, sobre o bem e o mal.
Alguns séculos depois, o Blogtroter diz que, ou não estavam a falar do nosso Sócrates ou o homem mudou muito.
 
|
  Obstinado. A nossa experiência com as drogas não foi a melhor. O primeiro charro que fumámos não “bateu”. Aliás, na altura, estivemos duas horas a dizê-lo.
 
|
  Bruxo. A ministra da Educação não vai, hoje, ao Parlamento para apresentar os resultados da auditoria realizada ao processo de colocação de professores, por considerar que a sua presença é “irrelevante”. Acrescentemos que, a própria “presença” da ministra no Ministério da Educação tem sido, igualmente, bastante irrelevante.
 
|
Monday, January 03, 2005
  Brilha a ligth. Mais um distinto cidadão deste Portugal, cada vez mais iluminado por almas endiabradas, conseguiu a magnífica proeza de conduzir em contra mão, durante 15,53 milhas (ou 25 quilómetros), na auto-estrada do sul. Ao repórter da SIC, o “jovem” de 60 anos afirmou o seguinte: “O meu maior receio era que os outros condutores se assustassem e guinassem contra mim.”
Questionado sobre o momento em que se apercebeu que circulava em sentido contrário, e o que lhe terá passado pela cabeça, este autêntico Fangio, respondeu: “Eu pensei, bem, eu sei que estou a cometer uma infracção, mas é que para aqueles lados eu não conheço nada”.
E agora ainda vão tirar a carta a este desgraçado durante uns 12 meses? País de iluminados. 
|
Friday, December 17, 2004
  Eu sei-o. Já todos ouvimos falar das mamas da, desculpem, do filme “Kiss Me”, de António da Cunha Telles (ACT). As mamas da, perdão, o filme conta com a participação de um vasto elenco de artistas, tais como Manuel Wiborg, Rui Unas, Clara Pinto Correia, Nicolau Breyner, Marcantonio Del Carlo e, claro, Marisa Cruz (aguardamos ansiosamente pela divulgação dos nomes dos actores deste filme). E porque é que se fez esta longa-metragem? É simples. Na sequência do polémico filme de César Monteiro, “Branca de Neve”, em que os portugueses se sentiram ludibriados ao nível visual, ACT achou por bem encher o olho dos cinéfilos lusos, presenteando-os com um belíssimo par de seios, ornamentados com uma figura feminina em seu redor. Para isso convidou Marisa Cruz que, por esta altura, já deve andar convencida que vale como actriz. E o pior é que a culpa não é dela. Pois não?
 
|
Thursday, December 16, 2004
  Carreiras. Um autocarro foi, ontem, feito refém de dois homens presumivelmente portugueses e presumivelmente também, parvos. Inspirados no sequestro ocorrido também ontem na Grécia, os dois parvos entraram na paragem do Rossio e, sem demoras, gritaram bem alto: "Isto é um sequestro! Todos lá para fora!". Testemunhas garantem que várias pessoas ainda hesitaram em sair. Em troca, os sequestradores pediram às autoridades competentes cinco mil "interruptores-stop", daqueles antigos, redondos, com uma luzinha amarela que acendia e apagava, e também dois mil "descansos", daqueles também antigos, de cabedal, onde quem ia de pé se segurava.
 
|
  Vai. Paulo Portas afirmou, esta noite, ao programa da RTP 1 «Grande Entrevista» que, no caso do PS ser o partido mais votado nas próximas eleições, mas o PSD e o PP terem mais votos juntos, então devem ser estes dois partidos a formar Governo. E a pergunta impõem-se: e um bico na boca, vai?
 
|
Wednesday, December 15, 2004
  Pergunta. A nova pergunta para o referendo sobre a União Europeia (U.E.) já está definida. E, claro, o Blogtroter revela-a, em primeira-mão. De simples leitura e interpretação, a questão surge agora numa perspectiva mais abrangente, em relação à população portuguesa. Desta vez, foram tidos em conta os cinco milhões de eleitores iletrados, os dois milhões de analfabetos e os 500 mil que ainda não sabem que Portugal faz parte da U.E.
Aqui fica então, a questão e as opções de resposta (algumas são ainda, e tão só, meras hipóteses):
"Cumié, cota, dred, nino e nina, yo? Tás a ver a cena? É assim, se não tás a ver, esquece! Se ‘tás a ver, C’umié? ‘Bora prá Europa? ‘Bora??? Hã??? Bute??? Hã???"
a) Yo. É só pra dizer que não concordo.
b) Ó menos diziam à “genti cumiera”.
c) “Fôdage”, queres “ber” que me "bom" tirar o quintal?
d) Está um dia de sol do caraças, não está?
 
|
  É possível. O Partido Social-Democrata (PSD) vai aliar-se, nas próximas eleições, ao Partido do Toca e Foge (PTF). De ideologia de direita, o PTF é liderado por alguns dos ministros pós-remodelação-ao-fim-de-dois-meses-no-governo de Santana Lopes. Com a experiência única de serem promovidos a ministros para deixarem de o ser em tão pouco tempo, decidiram avançar com o projecto deste novo partido, que conta com Durão Barroso como Presidente não-efectivo, actividade na qual fez doutoramento no governo anterior. As razões desta coligação ainda não foram totalmente esclarecidas mas o Blogtroter sabe que Santana Lopes tem confidenciado aos seus amigos mais próximos que, "com isto", ainda vai ser "primeiro-ministro a sério", em Portugal.
 
|
Monday, December 13, 2004
  Descanso. Bem, agora que o Santana se demitiu, que vai ser de nós? Será o Blogtroter a única entidade preocupada com a evidente orfandade do nosso querido país? E agora? Quem somos nós? Para onde vamos? De onde viemos? Felizmente podemos sempre contar com os sábios conselhos da Sra. Maya e, ao que sabemos, esta vai mesmo fazer uma declaração ao país, logo à noite, o que, de certa forma, nos tranquiliza.
 
|
Friday, December 03, 2004
  Porque não. O presidente do FC Porto, Pinto da Costa (PC), entrou no Tribunal de Gondomar, para ser ouvido no âmbito do processo de corrupção no futebol «Apito Dourado». O Blogtroter está em condições de adiantar que PC está… inocente! Porquê? Também ninguém sabe.
 
|
  Porque sim. Santana Lopes afirmou que o Presidente da República, Jorge Sampaio, abriu um precedente ao avançar com a dissolução do Parlamento, “sem que se saiba porquê». Aproveitando a deixa, o Blogtroter também gostava muito de saber porque é que o Dr. Santana Lopes faz questão de ser incompetente. Porquê? Ninguém sabe.
 
|
Wednesday, December 01, 2004
  Óbvio. José Mourinho, questionado por um jornalista do Expresso sobre se, numa próxima visita ao Porto, iria fazer-se acompanhar de guarda-costas, respondeu com uma pergunta: “Se você fosse a Palermo não levava guarda-costas?”
O Blogtroter responderia: “Não. Levávamos o Pinto da Costa.”
 
|
  Pretexto. Meu caro Dr. Pedro Santana Lopes,
Foi com profunda tristeza que assistimos, hoje, à dissolução da Assembleia da República Portuguesa, e por conseguinte, do seu Governo. Não desanime, Pedro. Este é um país de ingratos, onde a inveja, num simples estalar de dedos, derruba a inteligência. Mas não a sua. Essa, qual muro de Berlim, permanecerá, estoicamente, nos anais da sociedade civil, política, desportiva e noctívaga portuguesa. Mais tarde, todos o recordarão: “Ah, o Dr. Lopes, aquilo é que eram tempos”.
O Blogtroter, por coincidência, esteve parado durante os meses da sua governação. Pouco faltou para, alguns, indignos e dados à travessura, o acusarem a si, Dr. Santana, sim, a si, Dr. Santana, de ter interferido, ou pressionado, ou “mandado abafar” o Blogtroter. Bolas, pá. Estamos nostálgicos, pá. E ainda não te foste mesmo embora.
 
|
Monday, September 27, 2004
  De fachada. Letícia Ortiz, ícone da monarquia espanhola actual, quando questionada sobre se tinha alterado alguma coisa na decoração do palácio real, respondeu: "Não mudei nada. A única diferença que a casa tem, agora, é a minha presença."
Pois, finalmente, reconheceu ser um bibelô.
 
|
Friday, August 06, 2004
  Era outro. Se a Câmara de Lisboa tem dívidas de muitos milhões de Euros, uma boa parte herdada do exercício anterior, não seria lógico alguém ir preso? Tipo, "olha, deste barraca, geriste mal o barco, deves dinheiro a toda a gente. Vais preso, incompetente, ladrão." Agora, um raciocínio rápido: teríamos um Primeiro-Ministro chamado Lopes?
 
|
Thursday, August 05, 2004
  Daqui não foges. Álvaro Cunhal, respeitada personalidade política e ex-comandante das tropas do Partido Comunista Português (PCP), vai ser homenageado com a edificação de uma estátua no centro do Barreiro, a cidade-vermelha. A ideia do projecto foi lançada pelo deputado do mesmo partido, Bernardino Soares, autor da teoria-pérola "Coreia do Norte, país democrata". Contudo, o actual líder do PCP, Carlos Carvalhas, alterou a ideia pioneira e propôs que fosse o próprio Álvaro a ser "abetumado" na praça central do Barreiro. "Para humanizar a homenagem", afirmou ao Blogtroter
|
Wednesday, August 04, 2004
  Aterraram. Cá para nós, aquele desabamento de um prédio em Campo de Ourique, foi um atentado. Não viram uma mulher, aos gritos, desesperada, que só conseguia dizer: "Malandros! Malandros! Malandros!". Quem? Pois concerteza os terroristas. Ou vocês julgam que aquilo foi obra do acaso? Não, senhor. Eles já cá chegaram. Ou melhor, eles estão cá. Quem? Os governantes.
 
|
  Muita parra. Ainda hoje, em mais uma dolorosa pesquisa na Internet, em busca de um emprego perdido, deparámo-nos com um anúncio de alguém que precisava de actores para filmes pornográficos. Não é frequente, podemos garantir. O que é que um gajo, ou gaja, envia, como referências? O habitual, provavelmente. Uma foto de corpo inteiro, uma só da cara e, se for minimamente profissional, os exames médicos da praxe.
Mas nós pensámos logo naquele tipo de pessoas, muito minuciosas, que estão convencidas que um Currículo é algo que alguém vai ler com atenção. E esmeram-se. Puxam pela imaginação, contorcem-se em explicações sobre tudo o que já fizeram e sobre tudo o que podem vir a fazer.
Neste caso em concreto, como será? Aqui ficam algumas ideias:
- Nunca trabalhei no ramo, só a nível pessoal.
- Tenho alguma experiência, já fiz alguns filmes com o meu namorado (por falar nisso, onde é que guardei o último?)
- 23 Centímetros, ponta grossa, mas redondinha.
- Nunca tive doenças sexualmente transmissíveis, até porque sou virgem.
- Visionamento de 847 filmes Hard-Core, 533 Eróticos e 7 do Chuck Norris (incluindo o Força Delta 3).
- Bom manuseamento do órgão.
- Bons conhecimentos do corpo humano: odores, doenças, buracos, etc.
- Gosto por actividades ao ar livre. Ou no quarto. Ou na sala.
- Experiência em bordel internacional (estágio remunerado).
- Boa imagem corporal, assim como o odor.
- Trabalhei no Circo Chen onde desempenhava o papel de ciclista sem assento.
Isto está mau para quem está desempregado. 
|
Friday, July 30, 2004
  Em directo. "O Fungagá da Bicharada", aos domingos à noite, na SIC.
 
|
  Apaga. Ouvimos com atenção a reportagem sobre um incêndio, feita pelo jornalista da SIC, Frederico Roque Pinto. E em vez de brincarmos com o que ele disse, numa ingénua tentativa de fazer rir o leitor, limitar-nos-emos, simplesmente, a citar o referido jornalista: "Isto é terrível! O que aqui vemos (na imagem) era uma belíssima serra e, agora, pode dizer-se, parece um cemitério. É terrível! Há corpos de animais queimados. As abelhas não têm para onde ir, as perdizes andam perdidas". Desligámos aqui a televisão. E começámos a rir. Quer dizer, a chorar, assim é que foi.
 
|
Friday, July 23, 2004
  Em Portugal. Em Portugal não se compram carros, compram-se popós. Em Portugal, não se fazem filmes, fazem-se curtas. Em Portugal, não há fome, há sim uma grande vontade de comer. Em Portugal, os que não trabalham não são desempregados, são calões. Ou drogados. Em Portugal, não há desvios de dinheiros públicos nas Câmaras Municipais, há heranças do exercício anterior. Em Portugal, os impostos são altos, mas também não se pagam. Em Portugal, uma palmadinha nas costas pode transformar-se, no minuto imediato, num par de estalos. Em Portugal, quem quer mandar, não manda, e quem manda, parece que não quer mandar. Em Portugal, uma Coca-Cola é igual a uma Pepsi, um Sumol a um Trinaranjus, e uma bica cheia a uma italiana. Em Portugal, há confiança nos serviços públicos, a menos que sejamos minimamente exigentes. Em Portugal, o acto de pedir uma esmola humildemente, dá alguns Euros, e algumas lágrimas de compaixão. Em Portugal, há programas que passam na TV que protegem e dão voz aos oprimidos e injustiçados, por isso Portugal é um país bonito.
 
|
Wednesday, June 16, 2004
  Viste bem. - Ei! O que é aquilo ali no céu???
- É um avião!
- Não! É um O.V.N.I.!
- É o Super-Homem!
- Nada disso! É o Serguei Bubka!
 
|
  Eu ‘tou lá. Em tempo de eleições, é frequente assistirmos àquelas entrevistas de rua, ou melhor, de praia, em que os jornalistas fazem pertinentes perguntas aos banhistas. Porém, há sempre alguma resposta que foge à norma do “não tive tempo”. E são essas que nos marcam, que nos surpreendem.
No domingo passado, a repórter da RTP presenteou-nos com a seguinte pérola:
- Então, está aqui na praia, não vai votar, hoje? – perguntou a um jovem.
- Ah, sinceramente, acho que não – respondeu o jovem.
- Então porquê? – esgrimiu a jornalista.
- Ah, porque prefiro ‘tar aqui na praia do que ‘tar lá a votar!
Posto isto, há que concluir: O jovem não quer “’tar lá a votar”. Estamos mesmo a ver a cena. Toalha ao ombro, chinelo no pé, calção O’nílio, t-shirt manga cava, a entrar na C+S da Rinchoa, aí a meio da manhã. Lá chegado, estende a toalha no chão, tira o chinelo ao mesmo tempo que saca a caneta do bolso dos calções e fica ali, a votar.
 
|
  Duramente. Uma sex-shop de Lisboa acabou de lançar um novo modelo de pénis. É um pénis de madeira, para senhoras que apreciam sexo tântrico. 
|
Saturday, May 29, 2004
  Come a sopa. Gaspar Guette, director-geral da empresa de massas Nacional Hidratos de Carbono, SA, acusou Carlos Carvalhas, secretário-geral do Partido Comunista Português, de ser o principal culpado da drástica redução das vendas de esparguete, e também as de macarrão, massinhas para sopa de letras e arroz carolino extra fino: “O Sr. Carlos, em vez de estar calado, veio dizer que não gostava de esparguete. As vendas caíram imediatamente! E agora, não vai assumir as responsabilidades?” – questionou Gaspar Guette.
Posto isto, começa a ganhar forma a teoria segundo a qual, o afastamento dos renovadores não se ficou a dever a divergências de opinião, mas sim ao facto de estes se assumirem como apreciadores de uma bela esparguetada.
Entretanto, um ilustre historiador classificou as afirmações de Carvalhas como preocupantes: “É sempre desonesto dizer mal do esparguete. As consequências estão aí. Contudo, ressalvo que a minha maior preocupação são as massinhas para a sopa de letras. Segundo os meus estudos, cerca de 6 milhões de portugueses aprenderam a ler precisamente a partir destas massinhas.”
 
|
Friday, May 28, 2004
  Boa vista. Depois de termos ouvido um comentador desportivo da RTP afirmar que “a final da Liga dos Campeões vai ser vista por 200 milhões de pessoas, ou seja, 400 milhões de olhos”, ficámos à espera do inevitável. Com efeito, chegou hoje à nossa redacção um documento da Associação dos Zarolhos do Mundo Inteiro (AZMI) que, como se sabe, tem no seu mais alto representante, Luís Vaz de Camões, eleito Presidente a título póstumo.
No referido documento são mencionados os seguintes pontos:
“Ponto 1º – O comentador mostrou ser empiricamente pouco rigoroso.
Ponto 2º – Mostrou, igualmente, desprezo por todos aqueles que, por uma razão ou por outra, só têm um olho.
Ponto 3º – Apesar de reconhecermos que todos aqueles que não têm os dois olhos não foram contabilizados (e bem, pelas nossas contas), estamos em crer que tal se deveu a um mero acaso.
Ponto 4º – Iremos processar judicialmente o comentador, até porque, quem não vê aquela agressão do jogador portista ao jogador Morientes deve ser é ceguinho!”
 
|
  Literatum. Paula Bobone vai editar um livro com o nome “Fazer cocó: sentada, ou em pé?”. Quem pensa que se trata de uma futilidade da madame “Etiqueta” para ganhar dinheiro, desengane-se. A temática da obra é bem mais abrangente do que aquela que o título sugere. Ao longo do livro, o leitor pode esclarecer-se acerca do “mau hábito de mandar peidos antes de defecar, especialmente se acompanhados por uma expressão facial feia”. Pode ainda ficar a saber que “é mais fino limpar o rabo com uma toalhazita humedecida em água quente” e que, “a cor do cocó é reveladora do estado de alma”.
 
|
  O mais belo. O José Mourinho, em parceria com o Pedro Miguel Galhos, vai abrir um novo café-bar com o nome de “Amo-me”.
 
|
  Tira e põe. Os pais de George W. Bush lamentaram, numa entrevista cedida à Laden&Laden Television, a traquinice do seu filho. Realizada num parque de diversões, a entrevista teve o seu momento mais alto quando os progenitores Bush andaram na montanha russa. O momento mais baixo, esse, foi surpreendente: “Naquela noite, não devíamos ter utilizado o mesmo preservativo três vezes" - afirmaram ao repórter.
 
|
Wednesday, May 26, 2004
  Mentes baralhadas. Não aguentamos ouvir mais estas duas frases:
“Eu não quero a taça para nada, mas os regulamentos são para cumprir!”
e “Eu não quero o segundo lugar para nada, mas os regulamentos são para cumprir!”
Se não querem aquilo a que, por cumprimento do regulamento, têm direito, porque é que querem que se cumpra o regulamento, se não querem o que ele vos dá?
 
|
  Obséquio. Na papelaria da nossa rua trabalham dois irmãos que são um bocado parvos. Ele e ela, sempre que lá vamos, são muito chatos:
- Então vizinho, quer o filme desta semana que vem com o DN? – pergunta ele.
(Nunca comprámos nenhum DVD)
- Ou é só o macito de cigarros? – pergunta ela.
(Nunca comprámos mais nada sem ser o macito)
- Pois, pois, é só o maço – dizemos nós.
- Então e já tem emprego, vizinho? – pergunta ela.
(São onze e meia da manhã)
- Já? – pergunta ele.
- Não, ainda não. – respondemos nós.
- Conhecemos ali uma empresa de alumínios
que está a precisar de um administrativo. – afirma ela.
- Pois é! Quer que a gente vá lá consigo? Nós conhecemos o dono. – acrescenta ele.
(Somos licenciados em Comunicação Social)
- Ah, é melhor não. Não se incomodem. – respondemos nós.
- Mas olhe que, às vezes, pode dar-se bem num sítio destes. – diz ela.
- É verdade. Uma vez arranjámos um emprego para operadora de telemarketing
a uma amiga nossa e hoje, já tem uma posição muito melhor. – afirma ele.
- É, agora já é telefone. – remata ela.
 
|
Monday, May 24, 2004
  Tudo igual. Qual é aquele anúncio em que aparece um grupo de jovens muito contentes, todos limpinhos, muito “cools”, com os dentes todos, e com a voz-off a debitar frases estúpidas?
 
|
  Está lá sempre. O blogtroter apurou, nos meandros da boda real realizada este fim-de-semana, que o D. Duarte Pio é conhecido como o Emplastro da aristocracia mundial.
 
|
  Recriações. Porque é que os criativos de Publicidade não recriam conceitos passados mas que nunca esqueceremos? Quem não se lembra do “E se, de repente, alguém lhe oferece flores? Isso é, Impulse”. Uma sugestão: “E, se de repente, um agarrado lhe pede um cigarro? Só se for Marlboro”. Pegava, de certeza absoluta.
Outro exemplo, que pode, perfeitamente, ser utilizado na promoção do Euro 2004: “Alguém pediu um Porto Ferreira?”. A nossa sugestão: “Alguém pediu uma xaropada de futebol?”
 
|
Tuesday, May 18, 2004
  Late, bichano. Paulo Pedroso vai ser ilibado de todas as acusações que o envolvem no processo da Casa Pia. Segundo apurámos, o deputado que nunca esteve no tal almoço, mas afinal já esteve, só que não foi nesse, foi noutro, vai apresentar como testemunha o Gastão, fiel amigo de Ferro Rodrigues. A mesma fonte confessou ao blogtroter que Paulo Pedroso “está felicíssimo, porque o Gastão sabe tudo. Agora é só ensinar o cão a falar. A verdade vai ser apurada. Au, au, au!” 
|
  Já sabia. O sempre raquítico George W. Bush surpreendeu tudo e todos ao afirmar ter ficado chocado quando viu, em directo, pela televisão, o embate do primeiro avião nas torres gémeas de Nova Iorque: “Ia a entrar para o gabinete quando vi aquilo. Pensei logo que era um terrível acidente”.
Onde está a graça, blogtroter? – Pergunta o atento leitor.
De facto, essas imagens passaram na televisão, mas não em directo, até porque só foram transmitidas no dia seguinte ao dos atentados.
 
|
Saturday, May 15, 2004
  Bom caminho. Finalmente uma representação portuguesa, no Festival da Eurovisão, vai deixar-nos orgulhosos. Com efeito, este ano, para gáudio dos amantes de música, Portugal não vai participar no evento, por não ter conseguido passar a primeira eliminatória. 
|
Friday, May 07, 2004
  É assim. Nos bastidores do concurso de beleza “Um sonho de mulher” tem acontecido de tudo. Diz-se, inclusive, que até há uma concorrente que é gira. Contudo, o caso mais grave (já que as concorrentes serem todas feias não nos espanta, a avaliar pelos camafeus do júri) foi a notícia de assédio sexual de que uma da candidatas foi vítima. Apesar de pedir o anonimato, a concorrente em questão respondeu às perguntas do blogtroter:
- Então, é verdade que foste assediada?
- Sim, é tudo verdade.
- Queres contar como foi?
- Foi assim (ao mesmo tempo apalpa os túbaros do troter-repórter).
- Então quer dizer que tu é que assediaste?
- Não! Digo não porque ele chamou-me de “vaca”! Ele até disse “sua vaca”!
- Mas, efectivamente, deves ser uma grande vaca, não?!
- Mas eu só vinha preparada para ouvir isso do júri e, mesmo esse, não chegou tão longe, disse só que eu “pareço uma vaca”.
- Bem, mas o que nós ouvimos relacionado com “vaca” foi que um grupo de trolhas da Azambuja estava a organizar uma “vaquinha” por ti…
- Eram da Charneca.
- Ou isso. Já agora, como é que te chamas?
- Sobre isso prefiro não adiantar “promenores”.
- E como é que te chamam lá na tua terra?
- Ah, isso é sempre “lá vai a tresmalhada”.
- Então e lá em casa?
- Lá em casa é assim: “Oh Noéééémia, minha vaaaca”!
 
|
  Parabéns. Maria Armanda, ícone musical dos portugueses na década de 80, festejou, no passado mês de Março, os 15 anos de carreira como telefonista.
 
|
  Saudade. Algumas frases imortalizadas pela “caixinha mágica”, a TV:
- Pode descer! Você, é concorrente!
- Vem aí o Macaco Adriano!
- “Bai” prá puta que te pariu!
- Eu vou, mas volto!
- Boa noite, eu sou a Manuela Moura Guedes aaaaah!
- Pipinha, pode virar a carta.
- Perdoa-me!
- Oh Sónia, coça-me aqui os tomates.
- Esta vai ser mais uma tarde de animação com o Toy! a Ruth Marlene! e o Clemente!
 
|
Thursday, May 06, 2004
  Sem medo. À semelhança do programa “Fear Factor”, da TVI, no qual os concorrentes se submetem a provas que desafiam a coragem, o blogtroter apresenta aqui, em exclusivo, uma espécie de sucursal do “Fear Factor”. As provas são de extrema dificuldade e só os mais afoitos, bravos e destemidos conseguirão concretizá-las:
1ª prova - Ler o último “best-seller” de Saramago, de um fôlego só.
2ª prova - Ter uma conversa (inteligente ou não) com Marisa Cruz, durante 3 minutos.
3ª prova - Provar que o Carlos Cruz não é pedófilo (tempo ilimitado).
4ª prova - Assistir, em directo, ao programa das manhãs da TVI, sem vomitar.
5ª prova - Assistir, em directo, ao programa das manhãs da RTP, sem vomitar.
6ª prova - Assistir, em directo, ao programa das manhãs da SIC, sem vomitar.
7ª prova – Pegar um boi pelos cornos (esta prova é uma metáfora - afinal este programa é intelectual - pode ser um qualquer membro do Jet-Set).
Os dois primeiros classificados vão ter de disputar o primeiro lugar em duas provas, as mais difíceis:
1ª prova - Explicar, com algum sentido, uma frase qualquer de Luís Filipe Viera.
2ª prova - Agarrar o defunto Serginho pelos tomates e obrigá-lo a balbuciar uma palavra que seja, num tom masculino.
 
|
  No pasa nada. Depois da gloriosa invasão de campo perpetrada por elementos da claque da Juve Leo, o ainda treinador do SCP afirmou: “Não vi nada, não me parece que se tenha passado algo de grave”.
O blogtroter sabe que Fernando Santos foi já instruído como testemunha abonatória dos referidos “Juve Leos”. Estes, por sua vez, apresentaram já, em sede própria, documentos comprovativos da sua inocência, tais como, recibos de Via Verde e facturas de restaurantes, que alegadamente provam que não só não estavam no Alvalade XXI, como nunca estiveram. Fontes próximas do Juiz encarregue deste caso garantiram ao blogtroter que “o Juiz está um pouco desconfiado das provas apresentadas, até porque jura que já viu o líder da claque a fazer o mesmo, noutras ocasiões”.
Quanto à notícia que revelava que Fernando Santos tinha ficado cego, depois de ser atingido por um pau lançado por um dos invasores, o blogtroter não conseguiu confirmar tal informação.
 
|
Saturday, April 24, 2004
  Pintura. Marisa Cruz foi detida para interrogatório no âmbito do processo “Pito Dourado”. Os indícios do seu envolvimento foram obtidos através de escutas telefónicas, efectuadas pela Polícia Judiciária. Segundo fontes próximas de Marisa, terão sido palavras como “camomila” e “água oxigenada”, e expressões como “esta merda é toda falsa” e “vou pintá-los”, que atraíram a atenção da PJ. 
|
  Espelho meu. É impressão nossa, ou o advogado do Major Valentim Loureiro, o Dr. Lourenço Pinto, é extremamente parecido com o Mr. Burns, o patrão do Homer Simpson? 
|
  Não te prendas. No seguimento de outro caso, o do “Apito Dourado”, a juíza decidiu adoptar uma linha mais convencional na medida de coação a aplicar ao Major Valentim Loureiro. Inserida na política do governo anterior, a medida visou promover o turismo nacional, cujo “slogan” é, e sempre será, “Vá para fora, cá dentro”. 
|
Thursday, April 22, 2004
  Passo atrás. Estava o blogtroter a ser atendido por uma empregada da Fnac do Chiado quando, do nosso lado esquerdo, um vulto encarnado se aproximou. Do outro lado do balcão, três empregados, três, de olhos esbugalhados, apontados numa única direcção. Pensámos que seria alguém parecido com o monstro do Lago Ness, mas não. Era tão somente, o avô Saramago. E nem estava vestido de encarnado, tinha, até, um fato de cor sem cor. Cinzento. Duas daquelas preciosidades de empregados prontamente atenderam o senhor Saramago. Nada de estranho. De repente, aquela empregada que nos atendia junta-se à dupla de empregados do senhor Saramago. Obviamente, esperámos pelo fim da conversa, não queríamos ofender ninguém, muito menos os empregados.
E lá estavam eles, os três empregados, sorridentes, prestáveis.
E lá estavámos nós. À espera. Enquanto esperávamos, contudo, escrevemos um Ensaio, sobre a Vassalagem, claro. 
|
  Atropelado. Fizemos uma pequena escoriação na perna esquerda, ao nível do joelho. Tudo porque, ao atravessar a estrada, atropelámos um Smart. Há que ter cuidado.  
|
Wednesday, April 14, 2004
  À cautela. Abriu, hoje, a caça às focas, no Canadá. Consequentemente, José Castelo Branco, adiou a sua viagem a Toronto, por motivos óbvios de segurança. 
|
Tuesday, April 13, 2004
  Causas. Segundo Wolfgang Spiegel, estudioso guatemalteco das teorias motivo-comportamentais, as recentes mortes de jovens, aparentemente saudáveis, em campos de futebol, não se devem a ataques cardíacos: “Pude observar que há um outro factor comum a todos os incidentes registados. Estas situações acontecem sempre, repito, sempre, a alguém que está a jogar à bola com os amigos. E é exactamente essa a causa das mortes. Estar a jogar à bola com os amigos”. 
|
  Boas contas. O blogtroter sabe que altas figuras da região dos Balcãs enviaram 200 toneladas de urânio enriquecido para Portugal, mais concretamente para a Dra. Manuela Ferreira Leite, especialista em transformá-lo em urânio empobrecido. 
|
Thursday, April 08, 2004
  Conto tudo. Todos nós passámos por aquela fase em que contávamos tudo, mas mesmo tudo, ao melhor amigo:
- Olha, já fui com esta, com aquela, com a outra (o nosso melhor amigo finge acreditar).
Também o Cláudio Ramos, em tempos, teve um grande amigo. E também lhe contava tudo. Até os pêlos do peito.
 
|
  Q.B. Fica bem sermos solidários mas, tudo o que é demais, enjoa. A história de um amigo nosso é disso um exemplo: a última vez que se dirigiu a um hospital para dar sangue, deixou lá o braço.
 
|
  Transparência. Se alguém tinha dúvidas, elas foram desfeitas. Contudo, ficou muita coisa por dizer, apesar do essencial ter sido explicado. O blogtroter é que não anda distraído e, por isso, vai estar sempre “em cima da jogada”, para que nada falte aos nossos leitores, sequiosos de notícias importantes. Queremos com isto dizer que a verdade vem sempre ao de cima, mesmo que não totalmente. E sempre que tal aconteça, nós cá estamos para vos elucidar.
 
|
  Incompatibilidades. Os nossos vizinhos do 2º direito acabaram por se divorciar. Eles até nem se davam mal, ou melhor, nem bem, nem mal. Pura e simplesmente não se davam. Ele era guarda-nocturno, e ela, mulher-a-dias.
 
|
Wednesday, April 07, 2004
  Exagero. O cúmulo dos cúmulos é a mula dizer ao mulo, em pleno acto sexual:
- Cuidado. Olha que isso é o cu, mulo.
 
|
Sunday, April 04, 2004
  Rectificação. Sua Santidade, o Papa, afirmou hoje, em conferência de imprensa, e ao fim de quatro horas, que a vitória do Gil Vicente sobre o F.C.Porto, por 2-0, é que era o terceiro segredo de Fátima. 
|
  Lapidar. Dois amigos, que assistiram ao célebre desfile de moda da estilista Fátima Lopes, em que a própria desfilou um conjunto de “lingerie” ousadíssimo, ornamentado com diamantes no valor de dezenas de milhares de contos, tiveram a seguinte conversa:
- Olha, lá vem a cota!
- Parece uma rolha, pá! E para já, aquilo é tudo pechisbeque!
- Qual pechisbeque?! Aquilo são pedras valiosas, pá!
- Não é isso. Estava a falar da gaja.
 
|
Friday, April 02, 2004
  É ali. Intrigados com o flagelo do “não é aqui, é ali”, fomos a um centro comercial, à procura de um balcão de informações. Escolhemos o do Jumbo mas, primeiro, quisemos fazer um teste. Dirigimo-nos ao balcão e perguntámos:
- Boa tarde, é aqui que posso fazer uma reclamação?
- Não, não, aqui só fazemos embrulhos. As reclamações são ali ao fundo, à direita.
- Ah, muito obrigado.
Andámos até “ali ao fundo, à direita”. Por detrás do balcão estava uma senhora, a quem perguntámos:
- Boa tarde, é aqui que posso fazer uma reclamação?
- Ah, não! As reclamações são ali ao fundo, à esquerda.
O teste foi dado por terminado. Restava-nos agora perceber porque é que esta situação acontece frequentemente no nosso país.
Candidatámo-nos a um lugar para um dos balcões do Jumbo e fomos à entrevista. Depois de uma curta conversa com o director de recursos humanos, o senhor diz-nos:
- Muito bem… licenciado, já tem alguma experiência na área da comunicação, vamos fazer o teste psicotécnico.
Fomos então para um dos balcões. O teste, esse, assumia uma vertente prática.
- Está a ver ali a casa de banho, ao fundo, à direita? – Perguntou o senhor director.
- Estou sim.
- Muito bem. Agora, respire fundo e tenha calma. Se um cliente vier a este balcão perguntar-lhe onde fica a casa de banho, qual é a resposta correcta?
- É ali ao fundo, à esquerda.
- Muito bem! Está contratado!
 
|
Wednesday, March 31, 2004
  América proibida. George W. Bush convidou o nosso primeiro-ministro para um churrasco, no passado fim-de-semana. O blogtroter esteve lá e ouviu tudo.
Sexta-feira à noite, Durão foi recebido por Bush que lhe disse logo estarem atrasados. De barriga vazia, Durão entrou no jipe de Bush e perguntou:
- Então “cowboy”, onde é esse churrasco?
- Churrasca? Qual churrasca? Eu dizer carrasca! Vamos a ver uma execução! Yoooooooo! Bud?
- Diz amigo?
- Queres uma Budweiser?
- Ah, pois. Mas tu ainda matas pessoas?
- Naaaaaaa. Eu ter amigo que é director de cadeia e ele convidar para ver carrasca. Para abrir o apetita!
- Que engraçado George. Estou a ficar com fome, you know?
- Yep, Hard One! Depois de vermos gajo a cortar cabeça de preto, vamos para rancho meu!

Já no rancho, Durão e Bush tratavam dos grelhados:
- Yo, Hard One! Passa-me aí o “fork”!
- A forca?! Mas vais matar mais alguém, cowboy?
- Bull shit, Hard One! O garfa, meu! Passa o garfa! Bud?
- Diz amigo?
- Queres uma Bud?
- Olha lá, que vais grelhar?
- Umas salsichas muito boas, yep! No carvão, you see?
- Se calhar é melhor pores o carvão por baixo das salsichas, George.
- Yep! Bud?
- Diz amigo?
- Queres uma Bud?

No Sábado, houve uma reunião informal, em casa de George W. Bush:
- Pois é, Georgie, a coisa no Iraque está a ficar preta.
- Preta?! Onde está preta?! Jarbas, vai buscar espingarda semi-automática e granadas! Bud?
- Diz amigo?
- Queres uma Bud?
- Aquilo tem de ser resolvido. É verdade, Georgie, onde está o Saddam?
- Bud?
- Diz amigo?
- Queres uma Bud?
- Onde está o gajo?
- Está no Chile, i think.
- No Chile, Georgie? Esse é o Pinochet, boy!
- Não tenho! Só Bud! Queres uma Bud?
 
|
  À biqueirada. Um conselho ao João Gil, namorado da Catarina Furtado:
Rapaz, tu pareces ser boa pessoa, gentil, com uma carreira pela frente (temos o país que temos e até tu podes ser artista). O que te leva a teres uma relação com a Catarina Furtado? Sofres de disfunção eréctil? És parvo? Deves alguma coisa a alguém da família dela? Ela diz que tu cantas bem? É por isso??? Vou-te contar uma história.
Há uns anos atrás, a tua namorada ficou conhecida por todo o Portugal. Ela era apresentadora de um programa que toda a gente via. Era o “Chuva de Estrelas”. Via-se que era inexperiente e, ainda por cima, vestiam-na muito mal.
Passaram alguns anos e ela, “rata”, foi para Londres, “aprender” o ofício da representação. Ah, e desenvolver o inglês.
Depois voltou. Azar. Continuou a falar mal inglês, a fazer filmes de terceira e a apresentar programas medíocres. Mas nem tudo é mau. Ganhou muito dinheiro, faz publicidade e tem, disse-o ela numa revista, cerca de 350 pares de sapatos. Alguns afiados, outros tipo bota, acrescentou. A mim cheira-me a pontapé no rabo. No teu, claro.
 
|
Wednesday, March 24, 2004
  Salta e pega fogo. O "Público" noticiou ontem que, um homem de 25 anos de idade ficou gravemente ferido, depois de se ter atirado do terraço de um hotel de Faro, de uma altura de cinco andares, por lhe ter sido recusado emprego naquela unidade hoteleira. O blogtroter apurou ainda que, durante a queda, o homem terá gritado "Aiyooooo Silveeeer".
Ainda no "Público" pode ler-se que "um incêndio destruiu, esta manhã, seis barracas no bairro do Palácio, em Portimão, desalojando 28 pessoas. A autarquia diz estar a tentar resolver a situação dos moradores". Ora, se arderam seis barracas, a autarquia referia-se a que moradores? Um gajo que vive numa barraca é um morador? A verdade é que a mesma autarquia já prometeu novas casas para estas pessoas. Contudo, uma fonte que não se quis identificar, garantiu ao blogtroter que "esta gente que vive em barracas é que pega fogo às suas próprias barracas. Porquê? Por que já sabem que o bom do presidente depois lhes dá uma casa das boas!" Indecente.
 
|
Tuesday, March 23, 2004
  Ri melhor. A morte de Ahmed Yassin, líder espiritual do Hamas, proporcionou aos israelitas uma boa oportunidade para se ficarem a rir. Mas não foram os únicos. Quem também se deve estar a rir à "fartazana" é o desgraçado do palestino que lavava o rabo do velho.  
|
Saturday, March 20, 2004
  Jesus Crist Superstar. Não vimos (nem vamos ver) o último filme de Mel Gibson, "A Paixão de Cristo" (é assim que se chama?). Mas ouvimos dois putos a comentá-lo:
- Que cena meu. Curti de bués o bacano das barbas a ser pendurado na cena da cruz!
- Cá noija!
- Ya, mas ‘tá bué de violento, não achas?
- Népia, nem por isso. Nem percebi quem era o Cabrão.
- Qual cabrão, man?
- Então não há um que se chama Cabrão?
- Dass, és mesmo bué de inculto. Esse é o Abrão, mas nem é deste filme.
- Não é? Tu é que não percebes nada disto. Tenho a certeza que havia lá um que era Cabrão!
- “Arrebimba” o malho, chaval! Vais sempre ganzado pró cinema e depois não pescas nada!
- ‘Tou-te a dizer! Acho que era aquele que penduraram na cruz... o gajo ‘tava sempre o levar porrada, aliás, passou o filme todo a fugir e a comer pancada. Devia ser cá um Cabrão...
- Porra, tu a dares-lhe e a burra a fugir!
- Burra era a gaja que curtia bués do gajo! E quem fugia era ele!
- Esse era o Cristo, pá! Porra, mas tu viste o filme?!
 
|
  Sem dúvida. A sagrada edição da Bíblia devia ser leitura obrigatória. Não para todos nós mas, pelo menos, para os padres católicos. 
|
  Assim, sim. O Bibi disse, segundo a TVI, que o Carlos Mota lhe "pedia uns miúdos para o forrobodó". O blogtroter não acredita nisto. Não faz sentido, acrescentamos. É que o Carlos, se fosse pedófilo, certamente pediria miúdos para o fodo-bobó. No mínimo. 
|
  Pub. Vende-se bunker, zona de Alfragide, 64 m2, boa climatização. Tem jardim interior, poliban, paredes de betão e alarme contra roubo. Excelente protecção contra ataques terroristas. Óptimo preço. Contactar 212291355.
 
|
Friday, March 19, 2004
  Pisga-te. Um grupo de escuteiros envolveu-se em confrontos com um grupo de marinheiros, à saída de um bar gay, em Lisboa. Fontes marinhas, afirmaram que "os escuteiros, instigados por aquele que julgamos ser o pai deles, começaram a provocar o pessoal, mal entraram no bar. Primeiro, vinham todos de calções, com as meias puxadinhas até ao joelho. Depois houve um que pegou na viola o começou a cantar o "Menina que estás à janela". Aí, foi demais!"
Da parte dos escuteiros, o principal visado negou a paternidade de tanto puto: "Posso ter feito as minhas maluquices, sim. Mas não são todos meus. Alguns até foram alugados à Casa Pia, porque para estes passeios há um número mínimo de participantes. A verdade é que tudo começou depois de termos cantado a música do Vitorino. Um dos marines até disse que 'os escuteiros são um grupo de putos vestidos de parvos, liderados por um parvo vestido de puto', e aí fomos à luta".
 
|
  Solidariedade. Um amigo do blogtroter telefonou-nos, esbaforido e disse: "Troter, nem sabes pá! Perdi a cabeça!"
Solidários, descansámos o nosso amigo: "Fica onde estás. Vamos já à procura dela!"
 
|
  Olho por olho. Análises médicas efectuadas a George W. Bush levaram os especialistas a concluir que, "a visão estreita que demonstra ter, face aos problemas do mundo, fica a dever-se ao facto de o Presidente norte-americano ter os olhos demasiado juntos um do outro". Questionados pelo blogtroter sobre a possibilidade de Bush ter algum problema cerebral, os especialistas foram lacónicos:"Era exactamente isso que temíamos. Contudo, os testes realizados permitiram-nos observar que o Presidente não tem cérebro". 
|
Saturday, March 13, 2004
  Pés. Segundo o Ministério da Saúde, o intenso cheiro a chulé que habitualmente os auscultadores dos telefones públicos exalam, é a prova de que os portugueses não se preocupam com a sua higiene oral. 
|
Thursday, March 11, 2004
  Alô. A comunidade de operadores de Telemarketing em Portugal viveu, ontem, momentos de grande dor, em consequência da morte de duas operacionais. Em Fão, os perigos daquela profissão “traíram” uma jovem que, segundo testemunhas, "não resistiu aos ferimentos provocados pela 'luta de telefones' que, por brincadeira, os colegas e o patrão decidiram fazer”.
A segunda vítima mortal, residente no Bairro Social 21 2741139 (onde vive grande parte da comunidade telefonista), não terá resistido à pressão dos objectivos que o patrão lhe impunha, tendo-se suicidado, à saída da empresa onde trabalhava. Antigos colegas, entre lágrimas, referiram ao blogtroter, as inatas capacidades da jovem: “Tinha aquilo a que chamamos de ‘bichinho do telefone’. Tinha sempre meia-dúzia deles à mão”. Por apurar, ficam as causas reais que terão levado a jovem a cometer tal acto. No entanto, o pai da rapariga deixou no ar algumas suspeitas: “Ela andava triste. Tinha perdido um Alcatel, poucos dias depois de ter ficado sem bateria no Siemens, que era o seu preferido. Foram dois rudes golpes para a minha filhota. Estou triste, Portugal perdeu um valor incomensurável, na arte do Telemarketing. Estamos todos, Portugal e os portugueses, muito abalados. Isto vai dar na televisão?”
 
|
Tuesday, March 09, 2004
  Ufa. Andamos um bocado distraídos no plano musical em Portugal. Mas sabemos que o Rockin-Rio vem até Lisboa. Pelo que ouvimos, são esperadas grandes bandas internacionais, logo, espectaculares concertos.
Entretanto, ouvimos falar de um outro festival (andamos tão distraídos que nem sabemos o nome), este bem mais ranhoso, foleiro até. Tem bandas (?!) como os Guns n' Roses, Jonh Peter Parents e Britney Spears. Ah, e também vem cá o "mola no nariz" do Eros Ramazzotti. Já viram o azar que era não termos cá o Rockin-Rio Lisboa?
 
|
  Foi este. A Procuradoria-Geral da República esclareceu, esta segunda-feira, que a utilização de fotografias de personalidades públicas, para que as alegadas vítimas possam identificar os respectivos agressores, é "uma técnica policial" habitual. O blogtroter confirmou ainda que o uso desta técnica tem a ver com a alta probabilidade de os culpados estarem nessas fotografias, poupando desse modo dinheiro aos contribuintes em investigações. 
|
Saturday, March 06, 2004
  Boa escolha. Fontes próximas do Governo e do gabinete da Presidência da República revelaram ao blogtroter pormenores sobre a nova localização do Aeroporto da Ota. Assim, o local escolhido para a construção de tão importante obra pública, foi a testa da primeira-dama de Portugal, Maria José Ritta.
Confrontados pelo blogtroter com tal situação, os ambientalistas preparam já o ataque à decisão tomada, invocando que “a acontecer tal facto, as consequências causadas pela poluição poderão ser bastante nefastas”.
Entretanto, um deputado do partido “Os Verdes”, fez chegar ao blogtroter um comunicado onde pode ler-se que, “a construção do Aeroporto da Ota em plena testa da primeira-dama, provocará problemas nas raízes dos cabelos, acentuando assim a queda capilar, actualmente já bem evidente. As catotas do nariz vão reproduzir-se mais rapidamente, provocando grandes escarafunchadelas em actos públicos. Além disso, as rugas vão ser apagadas para sempre naquela zona, o que é uma grande perda para o património português. Não queremos outro Foz Côa”.
Ao que conseguimos apurar, a verdade é que a decisão não foi fácil. Em cima da mesa estiveram outras propostas, de outras testas. A de Marisa Cruz, por exemplo, não passou de uma mera hipótese já que, apesar de ser portadora de uma boa pista de aterragem, a mesma estaria demasiado próxima de dois altíssimos picos montanhosos, contexto demasiado perigoso quando falamos de um aeroporto.
Também a testa de Paulo Portas foi recusada porque, além de estar hipotecada por dívidas à Segurança Social, o facto do actual ministro da Defesa usar e abusar de vaselina, fez com que os especialistas temessem a fraca aderência da pista, condição essencial à aterragem segura dos aviões.
 
|
Friday, March 05, 2004
  Profundis maravilhosus. O blogtroter, ao fim de várias tentativas, conseguiu finalmente concretizar um projecto antigo. Foi dispendioso, é certo, mas em prol do leitor vamos até à Damaia (com armas, claro). O dito projecto mais não é que uma reportagem realizada pelo nosso colaborador Roça-Roça Que Também o Jean Jaqques Rosseau (é assim o nome do homem). Especialista em análises às profundezas do mundo, foi enviado para uma fantástica odisseia aos testículos humanos. Vestido “à judoca”, e levando consigo apenas um micro-microfone, uma câmara oculta e um boné, Rosseau descobriu maravilhas sobre a vida de um espermatozóide, debateu-se com eles e falou também com um óvulo. Obviamente que o conteúdo da reportagem é pago, mas deixamos aqui um “lamiré” aos nossos estimados leitores. Queremos também agradecer, desde já, o especial apoio da revista Gina que ajudou à concretização de um sonho antigo.

“Foi fabuloso. Apanhei o 53 da Carris, era domingo, e estava sol. As pessoas olhavam para mim com um ar estranho, como quem queria perguntar ‘é você que vai viver uns tempos para os tomates de um gajo?’. Prossegui a viagem sem evitar que um amigo meu ex-ex-toxicodependente (‘ex-ex’, porque tinha tido uma recaída há pouco tempo) me interpelasse ali ao pé de Santa Apolónia, e acabei por lhe contar ao que ia. Chamou-me ‘branquinho’ e despediu-se de mim.”

“Foi então que conheci o Zóide Tolas. Era o mais velho daquela região. Ora estava com suores frios, ora estava com febre. Era um líder, habituado às guerras contra o óvulo, cicatrizes no rosto, fita na cabeça. Ah, e advogado. Sabia muito da foda, as leis, as conas: ‘Eu só vou à luta (ataque ao óvulo) se for cona com contrato (leia-se casada). Já ‘tou velho, pá! Coninha a recibo verde nem pensar! Há aqui muita juventude que bem pode aguentar essas cenas, mas eu já dei! Dói-me a tola de tanta marrada naquele óvulo!’.”

“Naquele dia, eram 10 da manhã, tocou o sino na aldeia de Paredes de Cona. Saí com o Zóide Tolas, que de pronto organizou uma parada militar com os jovens espermatozóides. A viagem até à ponta da pila foi aterrorizante. Eu vi o horror! A luta por um lugar cimeiro, a gula de ser o primeiro! Milhares de espermatozóides, alguns de tenra idade, espezinhados, trucidados pela feroz multidão. Só se pensa numa coisa numa correria daquelas: Quero crescer! Quero ser grande! Quero ser o primeiro!
(…) O pior estava para vir. Duas horas depois, começam a chegar à aldeia as primeiras vítimas. Zóide Tolas dá-lhes o conforto que só um verdadeiro ancião pode dar. Os ecos daquela viagem chegam-me então aos ouvidos (ao esquerdo, já que o direito estava cheio). Morreram milhares. Médicos, futebolistas, agricultores. Há um dos sobreviventes que assegura: ‘O Tino Zóide ficou lá. Tentei salvá-lo mas ficou agarrado à borracha’ (que por estar muito quente terá derretido um pouco). E eu que pensava que dar uma queca com preservativo só era chato para mim.”
 
|
Thursday, March 04, 2004
  Especialidade da casa. O blogtroter assistiu ontem, a uma edição especial do programa "O Preço Certo em Euros". Ou melhor, todos os dias é um programa especial. O apresentador, boçal, tem sempre fatos especiais. E feios. Aliás, o senhor é muito feio, e parvo. Mas faz perguntas aos concorrentes, muito especiais. Um exemplo:
- Então Odete, vem donde? (Chama-se a isto começar bem. É a pergunta mais especial que há)
- Venho de Marco de Canabiêges. (É sempre um sítio especial)
- Atão e trabalha? - Pergunta o gordo. (O “atão” é a sua especialidade)
- Sim, senhor, trabalho. (Com tantos desempregados no país, é sempre especial alguém empregado ir a um concurso que é gravado durante o dia)
- E vai a pé para o trabalho? (Pergunta muito criativa, o que a torna especial)
- Aaah... mais ou menos. (aqui a resposta, sem ser especial do ponto de vista gramatical, valeu pelo ar de "ai agora o que é que eu digo", feito pela senhora Odete)
- Mais ou menos? Atão como é que é isso? (Esta pergunta é especial porque as pessoas querem sempre ouvir a justificação de alguém que diz que vai "mais ou menos a pé" para o emprego. Será que vai com uma perna fora do carro, conduzido pelo marido? Será que vai ao pé-coxinho? Será que tem pernas de pau? A resposta adivinhava-se estranha)
Eis que a senhora Odete justifica e sossega toda a gente.
- Não sei. (resposta com carácter de urgência, grau zero de inteligência, mas sempre tão especial…)
E pronto, não vimos mais nada.
 
|
Tuesday, March 02, 2004
  Al unhaca. Há vícios que são lixados. Que o digam os pedófilos. Mas o vício mais lixado é o de um iraniano, que por acaso vive no Irão. O homem chama-se Muhamed Alcoirão, tem ascendência portuguesa (Al da parte do pai, Coirão da parte da mãe) e, apesar de ter já 53 anos, não consegue largar o maldito hábito de roer as unhas dos pés, como confessou ao blogtroter: "Ui, às vezes cansa sabe, a idade não perdoa. E se julga que, com a idade, elas ficam menos duras, desengane-se. Ficam cada vez mais rijas, algumas encravam até. Vai para dois meses que desloquei o maxilar, tanta foi a força que fiz. Mas a verdade é que não consigo deixar de roer as unhas dos pés! Comecei ainda pequeno, era tradição lá em casa. Ainda tentei fazer desintoxicações em cavalariças, onde tínhamos de ratar as unhas dos cavalos - eles têm unhas sabia? - mas à noite, sabe, à noite estamos ali deitados, sozinhos, e quando damos por nós, já 'tamos com uma perna quase atrás das costas. Fiz também umas tentativas de cura em caminhadas até Fátima. Mas também não era o cheiro a chulé que me ia tirar o vício".  
|
  Prontuário. Dois gajos à conversa:
- Tralhará-lhe acontecido alguma coisa para ele se atrasar tanto?
- Pergunte-lhe que ele explicara-lho-à. 
|
Monday, March 01, 2004
  Volta. Grande cena no “Herman Sic”, ontem à noite. Convidada por Herman José, a bela e amarela Lili Caneças, irada, disparou em directo: “Estou farta de ser humilhada. O Herman não se pode esconder atrás dos textos das Produções Fictícias e dizer o que diz sobre mim como se não fosse nada consigo. Estou numa fase muito sensível da minha vida e não admito que gozem constantemente comigo!”. Lili abandonou o programa visivelmente alterada. Breves minutos depois, a mesma Lili voltava à cena, entre sorrisos. Afinal, explicou José, “foi tudo uma brincadeira, uma encenação”. Contactada pelo blogtroter, Caneças foi lacónica: “Claro que foi a brincar. É óbvio que não estou farta de ser humilhada, é óbvio que admito que gozem comigo e é óbvio que não estou numa fase sensível da minha vida. Aliás, eu nem tenho vida”.
 
|
  Arrependido. Depois do grandioso espectáculo proporcionado por Avelino Ferreira Torres no jogo entre o Marco e o Santa-Clara, o blogtroter recebeu inúmeros contactos de leitores. A dúvida instalou-se: o comportamento do senhor Avelino preenche os requisitos necessários para se considerar "ramalde"? A resposta é não. O verdadeiro “ramalde”, naquela situação, não pode, nunca, proteger a saída do árbitro depois de ter, e bem, despoletado um verdadeiro clima de insegurança e violência iminente sobre o trio de arbitragem.
 
|
Friday, February 27, 2004
  E ouvimos. O blogtroter viu, na TVI, a transmissão em directo do Benfica-Rosenborg. Deixamos aqui alguns comentários devidamente anotados, antecedidos pelos minutos nos quais foram proferidos:
Min. 10 – “ O Benfica está a jogar muito bem”.
Min. 11 – “Cuidado com a equipa do Rosenborg”.
Min. 12 – “Grande pressão do Benfica, entrou com tudo neste jogo”.
Min. 14 – “Os noruegueses estão mais desinibidos”.
Min. 25 – “O Benfica parece estar a baixar o ritmo”.
Min. 26 – “Boa pressão da equipa do Benfica”.
Min. 27 – “O fulgor encarnado parece estar a desvanecer-se”.
Min. 28 – “Petit é incrível, está em todo o lado”.
Min. 29 – “Posse de bola: 71% para o Benfica”.
Min. 37 – “Nuno Gomes tropeça na bola”.
Min. 38 – “Grande jogo que está a fazer Nuno Gomes”.

Min. 49 – “Grande defesa de Moreira. Está em todas, é o melhor em campo, sem dúvida!”.
Min. 50 – “18 remates para o Benfica, um para o Rosenborg”.
Min. 53 – “Nuno Gomes a falhar o impossível, com a baliza vazia! A única desculpa que tem é que não estava à espera que a bola fosse ter com ele”.
Min. 58 – “O tempo passa e o Benfica não marca. Onde está o Za?”.
Min. 59 – “Golo de Zahovic. Grande golo do esloveno”.
Min. 62 – “Tiago a perder a bola… está a jogar bem o Tiago”.
Min. 75 – “Pois, agora o Benfica a preferir não arriscar muito”.
Min. 76 – “Atenção, Miguel isolado… defende o guarda-redes norueguês!”.
Min. 77 – “Remate de Simão… ao lado! Foi por pouco!”.
Min. 78 – “O Miguel parece um autêntico extremo!”.
Min. 79 – “Este miúdo, o João Pereira, é o melhor em campo!”.
Min. 83 – “Este resultado pode ser perigoso na Noruega”.
Min. 84 – “O Benfica na Noruega, se fizer um jogo europeu, com rigor, tem todas as hipóteses de passar”.
Min. 90 – “Vamos ver se um golo chega para passar. Acabou o jogo”.
 
|
  Era melhor. A avozinha de Portugal, Lili Caneças, sofreu uma queda aparatosa quando, imagine-se, pegava ao colo o seu netinho. A deambulante personalidade esclareceu, ao público interessado, como tudo aconteceu: “Caí para trás depois de me ter sentido mal e, na queda, não consegui evitar bater com a cabeça no chão. Lembrei-me logo do que aconteceu ao jogador do Benfica que morreu, o Fehér”. Pois. É por estas que todos desejaríamos ouvir, amanhã, o Fehér dizer: “Caí para trás depois de me ter sentido mal e, na queda, não consegui evitar bater com a cabeça no chão. Lembrei-me logo do que aconteceu àquela senhora, a Lili Caneças”. 
|
Wednesday, February 25, 2004
  Playback. Os Pink Floyd estão envoltos em polémica depois de se ter descoberto que, durante as suas actuações em concerto, e no meio de tantos jogos de luzes, os músicos da banda abandonavam o palco ao fim de dois minutos do início de cada música, efectuando a retirada para o back-stage durante a meia hora seguinte. Passado esse tempo, os "artistas" voltavam ao palco com um ar cansado, para então tocarem os dois últimos minutos. 
|
  Ainda. O Eládio Clímaco ainda faz cocó no penico. 
|
  Justiça nua. Elsa Raposo está a braços com a Justiça. A ex-modelo foi processada por Lara Li, a cantora. Na base da acusação estão os direitos de autor sobre a frase "só namoro com mulheres". A verdade é que a origem desta frase nem tão pouco é de Lara Li. A primeira vez que foi proferida, foi pela então actriz Ana Zannati.
Mas os devaneios de Elsa não se esgotam por aqui. Raposo garantiu, a um jornal diário, ter recebido propostas para se despir: "Fui convidada e vou fazê-lo", rematou. O blogtroter associa-se ao sentimento generalizado entre os homens de todo o mundo, e pede encarecidamente à menina Elsa: NÃO O FAÇAS! 
|
  Bowling for Columbine. Mais uma criancinha foi alvejada na cabeça, no recreio da Escola Secundária da Bobadela. Fontes da direcção desta escola garantiram já que irão pedir de volta as armas dos contínuos e pessoal docente, entregues no início do ano lectivo. 
|
Friday, February 20, 2004
  Afinal não é uma cabana. Ouvimos dizer que o José Cid tem uma quinta enorme, uma grande casa com piscina, picadeiro e campo de tiro. Imagine-se se fosse cantor e vendesse discos. 
|
  Dicotomias. O blogtroter foi novamente à Pereira, Arganil, mas desta vez alargámos os nossos horizontes e fomos até Avô, uma terriola a 5 Km de distância. De caminho tivemos alguns problemas com a carroça mas tudo se resolveu quando, por acaso, olhámos para o lado e vimos uma praça de burras, à bandeirada de 1 euro e meio. Devagarinho lá fomos até Avô, terra de gente humilde, ranhosa, mas com orgulho no seu ranho que, em contraste com o do verde acinzentado citadino, ostenta uma tonalidade vermelha acastanhada. As dicotomias não se ficam por aqui. Ao contrário do que acontece nas cidades, aqui quem tem bigode são elas. Eles coçam os tomates, sim, mas quem vai à bola são elas. Eu próprio me engracei por uma. Peluda, varizenta, peluda, roliça q.b. e, "fôdage", era ela que ficava por cima. O campo é bonito mas peludo... 
|
Wednesday, February 18, 2004
  Limpinho. Nunca me tinha passado pela cabeça oferecer um piaçaba a alguém. Mas um dia, a minha mãe insistiu tanto comigo, explicando-me o quanto desejava ter um novo e moderno limpa-cocós, que acabei por cumprir essa ingrata missão. Desloquei-me à Habitat das Amoreiras, em Lisboa, escolhi o mais limpinho e, envergonhado e de cabeça baixa, dirigi-me ao balcão para pagar. O empregado lá disfarçou o sorriso e eu nunca consegui, durante o tempo que demorou esta operação, afastar da minha cabeça a imagem de que toda a gente estava a olhar para mim com ar de gozo. Fugi dali como pude, pronto para a batalha final: pedir a duas pitas que estavam à entrada da loja, para me fazerem um embrulho. Ah pois, eu queria um piaçaba com laço. Obviamente que as crianças não se aguentaram. De um leve sorriso passaram para uma risota enervante, que me deixou irado. Perguntei, “então as meninas, quando cagam lá em casa, não limpam a merda que fica agarrada à luzidia parede da sanita?”. Bem sei que fui duro, um pouco rude até. Mas porra, experimentem comprar um piaçaba e vão ver que também se enervam.
 
|
  Boas áreas. A cantora J. Lo afirmou, recentemente, à revista alemã “Gutten Prateleiren” (dedicada aos amantes do bricolage), que o tamanho exagerado do seu traseiro anda a preocupá-la. À pergunta do jornalista sobre a possibilidade de J. Lo rentabilizar essa parte do seu corpo, a cantora foi peremptória: “Nada de cenas porcas. Estou a pensar alugar uma parte a uma empresa de campos de golfe. O objectivo é fazer campeonatos de 17 buracos, com um prémio especial para quem fizer um “hole in one”. Contudo, o blogtroter sabe que Tomás Taveira também está na corrida por uma parte do rabo de J. Lo. É intenção do arquitecto luso construir uma mansão em condomínio fechado.
 
|
Tuesday, February 17, 2004
  Salta anão. A ex-cantora Dina, actualmente figura de proa no mundo circense, onde desempenha um número de transformismo com anões, referiu em entrevista a um diário sul-africano, estar “farta dos artistas” com quem trabalha. Salientando que nada a move contra os seus “pequenos”, Dina acrescentou que, quando assinou contrato com o circo Chen, lhe foi prometido o número do trampolim. Contactados pelo blogtroter, os responsáveis do circo comentaram as palavras de Dina: “Não é bem verdade. Mal cá chegou avisou-nos que queria relançar a carreira. Por isso atribuímos-lhe o número dos anões gays. Essa do trampolim só pode ser uma metáfora”. 
|
  Ficamos à espera. O blogtroter está numa de voluntariado. Por isso, vamos “participar”, como cobaias, num inovador e rigoroso teste a um novo produto que combate a infecção do vírus da SIDA. As expectativas são imensas. Já se fala, inclusivamente, nos meios científicos de todo o mundo, da possibilidade de se criar outro vírus mortal, para substituir o da SIDA que, em princípio, vai passar à história.
Numa primeira fase, que durará cerca de três meses, vão ser administrados às cobaias 38 supositórios tamanho-dedão-do-pé, por dia. Não vai ser fácil, amigos. Mas pelo voluntariado vamos até ao olho do cu.
Numa fase posterior, com duração de dois dias, serão analisados os efeitos secundários prováveis, tais como: borbulhas enormes, muito grandes, na glande; acentuada comichão nas fossas nasais; ardores tremendos na nádega esquerda; e o mais temido, ficar com o vício da primeira fase. Mas nós vamos lá!
A terceira etapa consistirá na infecção das cobaias com o vírus da SIDA, através de uma transfusão de sangue realizada por Leonor Beleza.
Seis meses depois, os resultados serão afixados nas vitrinas da Universidade da Cidade Universitária, ou poderão ser consultados num endereço da Internet a divulgar oportunamente.
 
|
Friday, February 13, 2004
  Nota 10. Na Holanda, uma mulher com apenas 23 anos, campeã mundial em título na modalidade de saltos para a água, desapareceu “por entre” o ralo da piscina onde, momentos antes, acabara de executar um salto perfeito, que lhe valeu a pontuação máxima de 10.00 pontos. 
|
  Mau marido. Apesar de ter perdido o seu futuro marido num acidente de viação, uma mulher francesa pediu a um tribunal parisiense que a deixasse casar com o falecido noivo. A verdade é que se casou, tendo mesmo dito, à saída da capela, que “este momento era o desejo do meu marido, que não é meu marido”. Contudo, dois dias passados, a mesma mulher avançou já com o pedido de divórcio, justificando a sua atitude com o comportamento censurável do marido, que não era marido: “Aquilo era uma desgraça. Não fazia um corno. Era um peso-morto lá em casa”. 
|
  Era mesmo. Aquilo que saltou do vestido da Janet Jackson não era uma mama, pois não?! Digam-nos que não, por favor. Aquilo não podia ser uma mama. Uma mama que é digna de ser mama, quando provocada, salta energicamente cá para fora. Não fica ali… dependurada, sozinha, mole. Aquilo não era uma mama de verdade, pois não?  
|
Thursday, February 12, 2004
  Maçarico. Um "sem-abrigo" residente no caixote de lixo nº18 da Av. de Berna, Lisboa, foi detido por agentes da PSP local, por ter em sua posse uma plantação de cannabis nas unhas dos pés (que estava disfarçada pelo farto musgo nascido entre-dedos). Fonte da PSP afirmou que o homem tentou, com a ajuda de um maçarico, queimar a referida plantação, segundos antes de ser detido. A mesma fonte acrescentou ao blogtroter que "a humidade nocturna que se regista no Inverno, resultado de uma acção cada vez mais desviante do Homem sobre o Meio Ambiente, beneficia o crescimento e o interesse por estas actividades ilícitas". 
|
  Renovação. Estalou a bomba na TVI, mais concretamente nos bastidores da telenovela "O Teu Olhar", em que a protagonista é uma cega, papel interpretado (e muito bem) por Sofia Alves. Para quem não saiba, nesta trama nada foi deixado ao acaso, tendo por isso sido contratado um cão-guia para acompanhar a actriz nas gravações. Contudo, uma visita surpresa da Inspecção Geral do Trabalho provocou a revolta entre actores, produtores e familiares do canídeo (que assistiam às gravações). É que às tantas o Sr. Fiscal lembrou-se de pedir o contrato de trabalho do cão-guia-actor, pedido que não foi atendido. Apesar dos protestos, o Sr. Fiscal multou a TVI e o próprio cão já que este apresentou a carta de condução caducada. Ao que apurámos, o bichinho ficou de rastos e terá mesmo confessado a colegas que, provavelmente, não poderá renovar a carta já que tem "problemas numa pata traseira".

 
|
Wednesday, February 11, 2004
  Pega de frente. A única coisa que achamos ter lógica numa tourada é haver um gajo, normalmente bastante enfezado, de boina toda torta na cabeça e mão na cintura, a gritar: "eh! toiro!". Deve ser difícil encarar um boi daquela maneira. Para descobrirmos toda a emoção daquele momento, desafiámos o melhor forcado do Grupo Desportivo e Garraiadas da Chamusca a levar consigo uma micro-câmara na boina, durante a pega ao boi. O resultado das imagens foi este: primeiro vê-se o toiro pequenino, ao longe. O toiro vai crescendo, raramente olha na direcção do forcado, que berra desalmadamente. O boi está já a cerca de dois metros, a tensão aumenta, o forcado grita descontroladamente "Eh! Boi! Boi! Eh! Boi! Boi!", o boi faz-lhe a vontade, dá dois passos e a cena seguinte é o céu, a terra, o céu, sangue, a terra, o céu, uma bandarilha a enfiar-se numa narina, sangue, o céu, a terra. Há depois um momento de aparente calma. O forcado arfa, solta-se do boi e caminha aos "esses", dobra-se um pouco para a frente e desabafa para um colega dizendo que "parece que vai ter de ser outra vez". Nova sequência de imagens. O céu, a terra, o céu, sangue, a terra, o céu, uma bandarilha a enfiar-se numa outra narina, sangue, o céu, a terra. Pouco depois a calma regressa. O forcado coxeia agora e desabafa a outro colega já estar farto "do palhaço lá de cima que está sempre a dizer que não foi uma boa pega". O céu, a terra, o céu, sangue, a terra, o céu, uma bandarilha a enfiar-se numa terceira narina, sangue, o céu, a terra. À terceira foi de vez. 
|
  Quasi-quasi. Noticiava ontem um jornal de referência que, no Haiti, se viviam momentos "de quase guerra civil". Depois de termos assistido, durante alguns dias, às imagens difundidas pelas TV's sobre a situação "haitiana" pensámos: "Ah, estes gajos do jornal enganaram-se. O Haiti já está a ferro e fogo". Mas não. Movidos pela curiosidade, lá fomos ao Ministério da Terra e do Mar, onde consultámos a lista de requisitos necessários para uma situação violenta poder ser considerada "guerra civil". A verdade é que só uma condição estava cumprida e era logo a primeira, que dizia: "As condições climatéricas devem ser favoráveis, por forma a não perturbar a concentração de eventuais atiradores-furtivos". De resto, tudo faltava. A média semanal de mortos superior a 545 pessoas, crianças com idade inferior a sete anos armados até aos dentes (esta foi por pouco), bandos armados nas ruas, polícias mortos (mutilados), só para citar as mais importantes.
 
|
Tuesday, February 10, 2004
  Abusador. Luís Aleluia, actor que tão bem personificou a criatura do "menino Tonecas" nos serões da RTP, veio a público denunciar que, enquanto "menino Tonecas", também ele foi vítima de abusos sexuais: "Acontecia tudo durante as gravações. Abusavam de mim porque viam ali, na minha personagem, uma alma pura, inocente", referiu. E se o leitor está a pensar "'tá bem, mas o Aleluia não sofreu nada, não tem nada a ver com isso", desengane-se. A verdade é que, segundo apurámos, o abusador de tão dócil criança foi o próprio Luís Aleluia.  
|
Friday, February 06, 2004
  Não saltes. Foi já há alguns dias atrás que encontrámos o Cristo-Rei na discoteca algarvia "Kabadalhoc". É verdade. Lá estava o gajo, com o seu saiote encardido, a dançar. Fomos ter com ele, obviamente. Já não falávamos há algum tempo mas a verdade é que nos recebeu de braços abertos:
- Então Cristo, por aqui?
- É assim meu, 'tou a curtir bué!
- Então mas tu... se alguém te vê aqui, vão logo fazer queixinhas à Maria Emília (n.d.r.: Presidente comunista da Câmara Municipal de Almada)!
- Nada disso, meu! 'Tá bués de nevoeiro p'rós lados da Ponte 25 de Abril, nem dão pela minha falta.
- Então mas tu não és de pedra?!
- Atão e lá por ser de pedra não posso vir curtir uma beca?!
- Calma Cristo... vamos descer da coluna?
- Vai tu mano! Eu só me vou daqui quando derem, pelo menos, as sete badaladas!!!
- Tu é que sabes Cristo... mas olha que a Maria Emília, se sabe disto...
- Epá, mas tu és do partido ou quê pá? Vai-te catar!
- Só estou preocupado contigo, vê lá não te constipes.
- Já doente ando eu porra! Há anos ali em cima, a fazer figura de parvo, sempre de braços abertos à espera de um abraço...!
- Até parece que te podes queixar... vai lá tanta gente ver-te.
- Mas tu 'tás parvo?! O pessoal que lá vai nem me vê. Chegam lá acima tão enjoados por causa das escadas que se não vomitarem para cima dos meus pés, é uma sorte!
- Estás a exagerar Cristo... as pessoas vão lá para te verem, afinal... tu és o Cristo Rei!
- Escreve essa merda com hífen, pá!!! Mas 'tava a dizer, o pessoal quando lá chega acima começa logo "eeeh, olha ali o campo da bola", "olha ali a nossa casa", "o rio Tejo é tão bonito", achas que se lembram de mim?!
- Cristo, claro que sim, eles vão lá para te verem também!
- Naaa, qualquer dia salto! Juro-te que salto! E vou de chapão, ah pois vou! De chapão!
- Bem, mas eu também te digo isto Cristo, se me tivesses dado ouvidos... eu bem te disse, "não te inscrevas para figurante na empresa de modelos da Helena Napoleão", mas tu nada. Só patati-patata, e agora queixas-te.
- Pois, pois, mas o que importa é que me sinto cada vez pior... devia ter ficado com aquele emprego para dobrar circulares...
- Deixa-te disso. Não era da tua área.
- Ah pois não, não era! A minha área é a das telecomunicações...
- Olha, vamos lá descer daqui que o pessoal já se está a enfiar por baixo das tuas saias...
- Quero lá saber! Eu já não saio daqui!
- Cristo, 'ma man', é quase de dia, tens de ir para o trabalho!
- Não vou, não vou... quero mais um copo!
- Cristo... eles já fecharam a mangueira que usam para te servir...
- Snif, snif... sou um desgraçado, ninguém gosta de mim, ando cheio de dores nos sovacos, snif...
- Vá lá... tens que ter força! És de pedra ou não és de pedra???
- Snif, snif... pois é, sou... vamos embora...
- Tu és o maior Cristo, o maior!!! 
|
Sem dúvida, o Blog com menos piada do mundo. O Blogtroter não assume quaisquer responsabilidades cívicas, éticas/morais ou criminais pelos conteúdos deste blog.

OHumorNãoSeArquiva

OutrosLinks
BLOGTROTER2 HARDBLOG MALDITOBEMFEITO TERRORISMO DA COMUNICAÇÃO TRAÇA WEBZINE


Powered by Blogger